QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Noções Básicas de Almoxarifado - Parte 04

NOÇÕES SOBRE ALMOXARIFADO IV


MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS
Dependendo do tipo de empresa, do tipo de produto ou serviço, do sistema de produção utilizado e de outras características, a movimentação de materiais pode atingir um custo de 15 a 70 % do custo total da produção.
O estudo da movimentação de materiais deve levar em consideração todas as características do processo produtivo, já que faz parte inerente dele.
Dá-se o nome de movimentação de materiais a todo o fluxo de materiais dentro da empresa. A movimentação de materiais é uma atividade indispensável a qualquer sistema de produção e visa não somente o abastecimento das seções produtivas, mas também a garantia da seqüência do processo de produção entre as seções envolvidas.
A movimentação pode ser horizontal ou vertical. É horizontal quando a movimentação se dá em um espaço plano e em um mesmo nível. É vertical quando a empresa utiliza edifícios de vários andares ou níveis de altura.
A movimentação de materiais quando bem administrada pode trazer grandes economias para a empresa e um excelente resultado para a produção.
Principais finalidades da movimentação de materiais :

1.    Aumento da capacidade produtiva da empresa, que pode ser conseguido :
·     através da redução do tempo de fabricação;
·    através do incremento da produção, pela intensificação do abastecimento de materiais às seções produtivas;
·  utilização racional da capacidade de armazenagem, utilizando plenamente o espaço disponível e aumentando a área útil da fábrica;
1.    Melhorar as condições de trabalho, proporcionando :
·         maior segurança e redução de acidentes durante as operações com materiais;
·         redução da fadiga nas operações com materiais e maior conforto para o pessoal;
·         aumento da produtividade da mão-de-obra;
1.    Reduzir os custos de produção, através da :
·         redução da mão-de-obra braçal pela utilização de equipamentos de manuseio e transporte;
·         redução dos custos de materiais, através de acondicionamento e transporte adequados que permitam reduzir as perdas ou estragos de materiais;
·         redução de custos em despesas gerais, através de menores despesas de transporte e menores níveis de estoques de materiais.
1.    Melhorar a distribuição : a distribuição, que se inicia na preparação do produto e termina no usuário, é grandemente melhorada com a racionalização dos sistemas de manuseio, através da :
·  melhoria na circulação : criação de corredores bem definidos; endereçamento fácil; equipamentos eficientes; métodos eficientes de carga e descarga;
·        localização estratégica de almoxarifados : criação de pontos de armazenagem próximos aos consumidores, para distribuição aos pontos de venda, só é possível graças aos equipamentos de movimentação e armazenagem;
·  Melhoria dos serviços aos usuários : a proximidade das mercadorias dos centros consumidores implica em rapidez na entrega, menores riscos de deterioração ou quebra, menor custo;
·         Maior disponibilidade do produto em cada região ;
EQUIPAMENTOS UTILIZADOS PARA MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS :
O manuseio pode ser efetuado das seguintes formas :
·         manualmente;
·         por meio de carrinhos impulsionados manualmente;
·         por meio de emplilhadeiras (não possui limitação de direção horizontal ou vertical, podendo ser elétrica, com motor a gás, diesel ou gasolina);
·         por meio de paleteiras (tipo de empilhadeira limitada ao manuseio horizontal);
·    por meio de pontes rolantes : trata-se de equipamento constituído de estrutura metálica, sustentada por duas vigas, ao longo das quais a ponte rolante se movimenta; entre as duas vigas corre um carrinho com um gancho;
·         por meio de guindastes : trata-se de equipamento utilizado em área externa, equipados com lança e com capacidade de carga acima de 5 t.
Quase sempre esses equipamentos servem para o transporte e elevação de cargas. São muito utilizados em áreas de armazenamento de ferro para construção, nas linhas de produção de construção pesada, na recepção e expedição de cargas de grandes proporções e peso, nas indústrias metalúrgicas e siderúrgicas;
·  por meio de transportadores contínuos : são utilizados para o caso de movimentação constante e ininterrupta de materiais entre dois pontos predeterminados. É o caso da mineração, dos terminais de carga e descarga, armazéns de granéis, terminais de recepção e expedição de mercadorias. Sua maior aplicação na indústria é a linha de montagem na produção em série. Nos sistemas de produção contínua - como nas fábricas de refrigerantes, cervejas, óleos alimentícios etc. - os transportadores contínuos são controlados e integrados por equipamentos eletrônicos, com paradas em pontos determinados.
Ex. : correias transportadoras, esteiras transportadoras, roletes transportadores, transportadores de fita metálica, transportadores de rosca, transportadores magnéticos, transportadores vibratórios, transportadores pneumáticos.
Princípios básicos para a movimentação de materiais :

Para que um sistema de transporte interno seja eficiente é preciso que sejam adotados certos princípios básicos para a movimentação de materiais, quais sejam :
·         obedecer o fluxo do processo produtivo e utilizar meios de movimentação que facilitem esse fluxo;
·         eliminar distâncias e eliminar ou reduzir todos os transportes entre as operações; 
·         usar a força da gravidade sempre que possível;
·         minimizar a manipulação, preferindo meios mecânicos aos manuais;
·         considerar sempre a segurança do pessoal envolvido;
·         utilizar cargas unitárias sempre que possível;
·     procurar a utilização máxima do equipamento, evitando o transporte vazio, isto é utilizar o sempre o transporte nos dois sentidos de ida e volta;
·         prever sempre um sistema alternativo de transporte, para uso em caso de falha do principal;
A necessidade de revisão parcial ou total do sistema de movimentação de materiais ocorre quando :
·         homens e mulheres estão manipulando cargas, respectivamente, acima de 30 kg e de 10 kg;
·         materiais estão sendo desviados do caminho mais direto e natural de sua transformação no processo fabril, para fins de inspeção, conferência etc.;
·         pessoal da produção está abandonando seus postos para efetuar operações de transporte;
·         cruzamentos freqüentes de trajetórias de materiais em movimento;
·         os trabalhadores da produção têm de parar até serem supridos de matéria-prima;
·    os materiais vão e voltam na mesma direção por mais de uma vez no seu processo de transformação;
·         cargas acima de 50kg são levantadas por mais de 1 metro sem ajuda mecânica;
·         Custos da Movimentação de Materiais
Os custos de movimentação de materiais constituem geralmente uma parcela significativa do custo total de fabricação. Isso significa que o custo de movimentação de materiais influenciam o custo final do produto /serviço sem contribuir em nada para a sua melhoria. Daí a necessidade de se tentar constantemente baratear o custo do produto/serviço através de uma seleção rigorosa dos meios de movimentação adequados ao sistema de produção utilizado pela empresa.
Os custos de movimentação de materiais são os seguintes :
1.    equipamentos utilizados : capital empatado em equipamentos;
2.    combustível utilizado : ou seja, despesas efetuadas com combustível ou energia para alimentar os equipamentos de movimentação;
3.    pessoal para a operação dos equipamentos : motoristas de tratores ou empilhadeiras, operadores de guindastes ou de elevadores, pessoal auxiliar etc.
4.    manutenção de equipamentos : ou seja despesas com manutenção e com oficinas de consertos, peças e componentes de reposição, bem como com o pessoal da oficina;
5.    perdas de material decorrentes de manuseio, de acidentes na movimentação, quebras, estragos em embalagens;
·         Definição do tipo de movimentação :
Uma série de itens devem ser analisados antes da definição do tipo de equipamento que será utilizado para a movimentação de materiais :
1.    tipo do produto (dimensões, características mecânicas, quantidade a ser transportada;
2.    edificação (layout, espaço entre as colunas, resistência do piso, dimensão das passagens, dos corredores e das portas );
3.    seqüência das operações;
4.    método de armazenagem;
5.    custo da movimentação;
6.    área necessária para o funcionamento do equipamento;
7.    fonte de energia necessária;
8.    deslocamento e direção do movimento;
9.    mão-de-obra;
10. flexibilidade do equipamento a ser adotado;
11. grau de supervisão requerido para a operação (transportadores x empilhadeiras);
12. possibilidade da variação da velocidade do equipamento (adaptação ao volume de expedição e recebimento, ao alto índice eventual de perdas, à ausência ocasional de pessoal e à inexperiência do operário);
13. tipo de trajetória (fixa : transportador, limitada : ponte rolante, livre : empilhadeiras);
 Autor:  - Administrador de CAD/CAE Administrador de Sistemas de Materiais Oracle Master Certified Consultor Técnico

Nenhum comentário:

Postar um comentário