QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Os Sete Pecados Capitais na Carreira

1 - AVAREZA : Para os especialistas ouvidos pelo UOL Empregos, uma pessoa avarenta tem dificuldade de abrir mão do que tem mesmo que receba algo em troca. É aquele que não quer compartilhar o conhecimento, o famoso "sonegador", quer manter segredo do que faz, de como faz e acha que isso lhe dá poder. Hoje, ao contrário do que pensa o avarento, compartilhar o conhecimento é o segredo do sucesso, a diferença não está mais no conhecimento teórico.

Penitência : Ficar cada vez mais isolado, pois quem não está disposto a contribuir, também recebe poucas contribuições. E hoje, onde a troca de informações é vital para o sucesso, um avarento está com os dias contados em qualquer empresa.

Reflita : Saber sobre algo, ter conhecimento teórico e prático são grandes qualidades e estas podem ser multiplicadas se você utilizá-las para contribuir com um grupo ou com projetos complementares. Tente fazer isso algumas vezes e verá que os resultados serão surpreendentes.

2 - GULA : Uma pessoa com gula tem um desejo insaciável, além do necessário. Nas empresas cometem esse pecado os profissionais que antes de iniciarem uma tarefa querem saber o que vão ganhar com aquilo e o quanto vão ganhar. Estão sempre de olho no que vão receber e no que podem pedir em troca.

Penitência : O funcionário geralmente é mal visto por sua falta de controle. Esse comportamento pode fazer com que as pessoas percam oportunidades e sejam excluídas do grupo.

Reflita : Ganhar é sempre bom, mas ninguém ganha antes de contribuir, antes de fazer algo. Por isso, é preciso ficar atento ao que acontece ao seu redor. Veja como pode ajudar a equipe. Isso poderá trazer ganhos futuros e consolidar relacionamentos que podem abrir outras portas dentro e fora da empresa.

3 - INVEJA : É um sentimento gerado pelo egocentrismo e pela soberba de querer ser maior e melhor que todos. O profissional invejoso normalmente faz pouco e reclama dos que fazem e são gratificados por isso. É comum ele classificar os mais trabalhadores e o mais talentosos como "puxa-saco" ou "sortudo", afinal ele tem que justificar para si mesmo sua incompetência.

Penitência: O invejoso, na melhor das hipóteses, pode ficar estagnado em sua posição.

Reflita: Antes de ficar com inveja da conquista dos outros tente entender o que eles fizeram para alcançar seus objetivos e veja se você está disposto a fazer o mesmo.

4 - IRA : Os profissionais que cometem esse pecado são aqueles que enxergam problemas em tudo, ao invés de verem soluções. Fazem críticas duras a tudo e a todos. Muitas vezes a ira é uma das maiores causadoras de estresse e doenças originadas pelo trabalho.

Penitência: Ficam pouco tempo nas empresas e são excluídos dos grupos rapidamente.

Reflita: Sentir raiva de tudo é sentir que algo não vai bem. Procure identificar o que te incomoda de fato e resolva a situação. Antes de tomar qualquer atitude pense sobre o que a sua ação pode causar e se existem outras formas de lidar com a situação. Assim o excesso de raiva será minimizado e todos terão uma rotina mais tranquila.

5 - LUXÚRIA : Uma pessoa embebida pela luxúria age em uma busca desenfreada pelo prazer, um prazer pelo excesso. Nas empresas o pecado pode ser classificado como assédio sexual ou assédio moral. Comentários desrespeitosos e vulgares sobre as mulheres ou homens, e cantadas ditas em qualquer situação são alguns exemplos da luxúria no ambiente de trabalho.

Penitência: Para esses casos a penitência vai além de uma simples advertência ou demissão, pois implica em aspectos legais. O profissional que cometer esses crimes deve responder judicialmente por eles.

Reflita: Se você sente esse prazer em excesso e consegue perceber isso, pare imediatamente, pois ainda tem uma chance de impedir que algo de errado aconteça. Procure ajuda de um profissional da área da saúde.

6 - PREGUIÇA : Uma pessoa preguiçosa pode ser interpretada como quem tem aversão ao trabalho, bem como é negligente e lenta ao realizar as atividades. O profissional preguiçoso é aquele que está sempre fugindo de mais trabalho, dá pouca atenção aos detalhes, não é caprichoso, quer fazer sempre menos que o possível. Não gosta de pensar, cumpre a "tabela" e segue a risca os horários de almoço e de saída.

Penitência: Assim como acontece com os invejosos, a penitência para o preguiçoso, na melhor das hipóteses, é ficar estagnado em sua posição. Seu emprego corre risco quando encontra pela frente um líder atento que sabe que este tipo de profissional destrói a moral da equipe.

Reflita: Sair da estagnação é complicado. Os primeiros passos, aqueles que começam a dar velocidade, são os mais difíceis. Mas se você quer de fato deixar a preguiça de lado vá em frente. Lembre-se do ditado "dar o primeiro passo é cobrir 50% da meta, pois os outros 50% serão cumpridos de maneira quase que natural".

7 - SOBERBA : É caracterizada pela pretensão de superioridade sobre as demais pessoas, com manifestação latente de arrogância. O profissional que comete esse pecado é aquele que se acha mais importante do que de fato é. Na visão dele, é insubstituível, faz mais e melhor que os outros e age assim sem perceber.

Penitência : Perdem-se oportunidades de aprender e crescer nas organizações.

Reflita : Antes de achar que sabe tudo procure ver como pode aprender ainda mais. Agindo assim você poderá agregar mais qualidades próprias e paralelamente deixará sua arrogância de lado, o que isoladamente já será um ganho enorme. É importante entender que não é você que tem que se achar bom, são os outros a sua volta!

Autora : Bruna Souza Cruz
Fonte : UOL - Notícias - Empregos - http://www.uol.com.br/