QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A Melhor Festa Surpresa...

Final de ano não pode faltar a... festa da empresa ;-) 

Festa de empresa é aquele momento em que você vai porque tem que ir... aquele diretor que passa da conta e fica sem graça no dia seguinte... aquela rodinha de pessoas dançando meio fora do ritmo com um copo na mão e sorrisos forçados... aquele analista bombadinho com camisa apertada para impressionar a estagiária... e por aí vai... rsrs...

Apesar de tudo isso, não é fácil organizar uma festa... neste artigo vou contar a festa mais sensacional que já fizemos... se tiver preguiça de ler, vai direto pro final que tem um vídeo de menos de 2 minutos contando tudo ;-)

Neste ano, estávamos organizando a festa de aniversário da Gaia daquele jeito de sempre, sem que ninguém soubesse os detalhes (adoramos fazer festas surpresa, assim ninguém reclama… rsrs).

Mas estava difícil, não queria colocar todos num bar bebendo, procurava algo com mais propósito, mas que fosse MUITO divertido!!!

Sem ideias criativas estávamos fechando para levar todos a um buffer infantil, mas eu não estava feliz, queria algo a mais.

Até que a Casa Hope, uma ONG que atende crianças de fora de São Paulo, que precisam de local para ficar enquanto estão em tratamento de câncer na cidade, veio nos procurar para falar sobre doações.

“Tive uma ideia, não sei se faz sentido para vocês”, eu disse...

Estamos organizando uma festa, mas queremos algo com propósito e muito alegre. Podemos organizar a festa da Gaia na Casa Hope com as crianças?”, perguntei.

Fantástico, adoramos receber gente e as crianças adoram”, respondeu ela com um sorriso nos lábios e continuou, “e nesse ano as crianças não terão festa de páscoa, por conta da crise tivemos que cortar despesas.”

“Fechado!!! Vamos organizar uma super festa para as crianças da Casa Hope, levar as crianças da Gaia+ (ONG da Gaia) o os adultos da Gaia e ter momentos bem divertidos. Aline, bola com você!”, completei.

Resumo pra quem não prestou atenção em tudo até aqui:

1. queríamos uma festa super legal,

2. fechamos com a Casa Hope (ONG de crianças com câncer) pra fazer a festa lá!

Voltando...
A Aline organizou tudo super bem, contratou monitores para animar, barraquinhas de comida, decoração...

Chegou o grande dia. Colocamos todos em um ônibus e não dissemos para onde iríamos...

Confesso que eu tinha um pouco de receio de como seria a reação da turma…

Até que chegamos ao local. Ao entrarmos os monitores organizaram um grande grito de alegria com todas as crianças da Casa Hope e da Gaia+ para nos receber... uauuu!!!

Interessantíssimo foi ver a cara dos Gaianos ao entrarem, mistura de emoção, sorriso e surpresa. Alguns com lágrimas nos olhos, outros sem entender muito o que se passava.

Na primeira brincadeira, para criar um vínculo, separamos ovos de páscoa e em cada um colocamos o nome de uma criança. Os adultos deveriam descobrir quem era a criança e entregar o ovo.

Nas próximas 5 horas ficamos brincando, dançando, comendo, momentos em que não importava a sua idade, a sua doença ou classe social, todos iguais, sorrindo e tendo momentos de extrema felicidade.

Ao final, as crianças nos levaram para conhecer a estrutura da Casa Hope. Foi lindo vê-las explicando como funciona o local, cheias de orgulho, como quem quer mostrar sua casa para um visitante querido.

Por alguns momentos tive que segurar o choro, como quando uma criança, o Erick, mostrou a foto do amigo que havia morrido ou quando as crianças fizeram uma linda apresentação.

Momentos como esse nos fazem refletir e sermos gratos pela saúde e condição que temos. 

Imagina um garoto de 6 anos que está há quase 6 anos só com a mãe em São Paulo, longe de toda a família? E ainda assim é extremamente alegre!

Ou a mãe da encantadora Sofia que raspou a cabeça para ficar igual a filha?

Voltando a nossa realidade, certamente foi a festa mais incrível que já fizemos. Realmente tocou no coração de cada um.

Vale a pena ver o vídeo de menos de 2 minutos...




Obrigado por ter lido... comente, é muito bom saber o que você achou e se tiver ideias legais, compartilhe conosco!!! 

 forte abraço!

João P. Pacifico - https://www.linkedin.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário