QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ANÁLISE ORGANIZACIONAL - Termos Técnicos


BURNING PLATFORM
Capacidade da organização em formalizar, comunicar e compreender real e objetivamente as ameaças e oportunidades, transmitindo a certeza da necessidade de mudança.
LIDERANÇA
Existência de indivíduos que fornecem a direção a serem tomadas, as metas, a energia e a confiança necessária para a condução dos processos operacionais e melhoria da organização.
VISÃO
Existência de uma visão completa e objetiva da direção a ser perseguida pela organização.
FOCALIZAÇÃO
Capacidade da organização em focalizar os requisitos de seu mercado e focalizar os processos e pontos a serem trabalhados para o atingimento de seus objetivos.
ALINHAMENTO
Capacidade da organização em alinhar os objetivos de suas áreas e indivíduos com os objetivos maiores da organização.
CRENÇAS E VALORES
Existência de valores, crenças e normas que norteiem positivamente as decisões e ações da organização.
COMUNICAÇÃO 
A capacidade de distribuição eficiente de informações relevantes à organização em seus processos operacionais e de melhoria da organização.
MOTIVAÇÃO
A capacidade da organização em motivar os seus elementos a realizar as tarefas necessárias para condução dos processos operacionais e de melhoria da organização.
PARTICIPAÇÃO
Capacidade da liderança em envolver as pessoas nas atividades e capacidade dos indivíduos em participar nos grupos e equipes operacionais e de transformação.
INFRAESTRUTURA
Infraestrutura organizacional, física, material e humana para a condução dos processos operacionais e de melhoria da organização.
TECNOLOGIA
Tecnologia computacional, de produto, de processo e gerencial necessária para a condução dos processos operacionais e de melhoria da organização.
SISTEMA DE INFORMAÇÃO
Mecanismo de comunicação manual, computacional e visual exigentes para suportar o fluxo de informação geral da organização.

EDUCAÇÃO E TREINAMENTO
Capacidade da empresa em desenvolver as pessoas para atuar adequadamente em seus processos operacionais e de melhorias. 
PLANEJAMENTO
Capacidade da organização em planejar os seus recursos, tanto para o desenvolvimento  das  atividades  operacionais, quanto  para  as  atividades de melhoria.
GERENCIA DE PROJETOS
Capacidade da organização em gerenciar o conhecimento existente sobre seus processos de produção, de apoio e de transformação.
MEDIDAS DE DESEMPENHO
Existência de mecanismos de avaliação de desempenho que possibilitem a orientação das tomadas de decisão, avaliação de desempenho dos processos, avaliação dos indivíduos.
PRODUTOS E SERVIÇOS
Capacidade da organização em prover produtos e serviços adequados ao mercado em que ela atua.
CULTURA EMPRESARIAL
É o conjunto de valores em vigor numa empresa, suas relações e sua hierarquia, definindo os padrões de comportamento e de atitudes que governam as ações e decisões mais importantes da administração.
BENCHMARK
Padrão ou ponto de referência para a comparação entre produtos, produtividade, serviços, processos, etc.
Em geral indica um referencial de liderança.
O objetivo costuma ser descobrir como as empresas líderes realizam alguma coisa e tentar imitar ou superar o desempenho dessas empresas.
BRAINSTORMING
Esta é uma expressão da língua inglesa que significa literalmente tempestade cerebral e designa o processo de solução de problemas pelo qual os participantes de um grupo, quando confrontados com um problema, geram inúmeras soluções sem direito a formular nenhuma crítica.
VANTAGEM COMPETITIVA
É o diferencial que a empresa possui frente aos seus concorrentes e que deve ser utilizado objetivando o sucesso empresarial.
CICLO DE VIDA DO PRODUTO
ü Lançamento
ü Crescimento
ü Maturidade
ü Declínio
REENGENHARIA
É um  esforço  organizado,  conduzido  de  alto  a  baixo  em  uma  companhia,  com  o objetivo  de  rever  e,  tanto quanto possível  e  necessário,  reformular completamente  seus  principais processos  de  trabalho,  de  forma  a aumentar  suas  vantagens competitivas.
DOWNSIZING
É uma expressão da língua inglesa que significa literalmente reduzir o tamanho de uma organização, especialmente pela redução planejada do número  de empregados, com o objetivo de reduzir custos e aumentar a flexibilidade e adaptabilidade da organização.
EMPOWERMENT
Teoria de administração de recursos humanos que sustenta que a motivação individual aumenta e os resultados melhoram quando são dadas às pessoas oportunidades de participar com maior envolvimento e poder decisório no seu trabalho e nas metas a elas pertinentes.
TERCEIRIZAÇÃO
Quando se transferi para outras empresas as atividades não essenciais de determinada empresa.
FEEDBACK
  Processo, por meio do qual, a saída do processo é, em parte, utilizada para realimentar a sua entrada, de modo a regular a forma de funcionamento.  É usado com o sentido de avaliar o resultado de um processo e informar, ao responsável por ele, esse resultado e o que deve ser feito para o seu aprimoramento.
LEI DA ENTROPIA
Princípio físico  e químico aplicado às organizações  e que diz que à medida que a organização aumenta, tende a aumentar a desordem no seu interior, isto é, os desperdícios e  as disfunções tendem a proliferar.
STAKEHOLDER
 Palavra da língua inglesa que significa todo aquele que é direta ou indiretamente afetado pelas atividades da organização e que também a afeta.
TOMADA DE DECISÃO
Processo de identificar problemas e oportunidades e escolher uma linha de ação para solucionar o problema ou aproveitar a oportunidade.
UNIDADE ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS
 Parte ou divisão de uma grande empresa, organizada na estrutura divisional, que se constitui em centro de resultado e é administrada com alguma autonomia, possuindo essa divisão de objetivos específicos e estratégia própria de fazer negócios.
VANTAGEM COMPETITIVA
Vantagem sobre os concorrentes, oferecendo mais valor para os clientes, seja por meio de preços mais baixos seja proporcionando maiores benefícios que justifiquem preços mais elevados.
VISÃO SISTÊMICA
Habilidade para visualizar a organização como um conjunto integrado. 
Implica na capacidade de se posicionar no  ponto de vista da organização,  perceber como as várias funções são interdependentes e como  uma alteração em uma delas  afeta todas as demais.
Copiado:http://administracaonoblog.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário