QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

METANEGÓCIO - UMA NOVA CONSCIÊNCIA PARA OS NEGÓCIOS.


Basta olhar ao seu redor com um pouquinho mais de cuidado ou atenção que você irá perceber, com relativa facilidade, um conjunto de pequenas coisas, que juntas, estão, sorrateiramente, iniciando uma grande mudança; e para melhor. 

Estou falando de um novo nível de consciência, de um nascimento, ou renascimento, de um estilo de vida mais leve, saudável, inclusivo, colaborativo, mais sustentável, menos enlouquecido e com foco no longo prazo, em detrimento de um pensamento fortemente baseado no curto prazo.

Como esta consciência está aflorando através das pessoas, é certo que o mesmo podemos verificar no mundo corporativo. Atualmente, o mundo corporativo tem sido regido por uma consciência focada no lucro de curto prazo e do lucro a qualquer custo. 

Neste cenário, sofrem as pessoas, as cidades, os países e, ainda mais importante, o meio ambiente. Esta consciência, ou filosofia de atuação, tem demonstrado sinais de saturação e a mãe natureza tem nos enviado diversos sinais - falta de água, extinção de espécies da fauna e da flora, alterações dramáticas de cenários naturais, etc. 

As pessoas também não têm mais suportado essa forma de se viver - ou melhor, de não viver.

Ainda bem que nem todos estão alheios a estes desafios e muitos já estão fazendo a diferença. Está nascendo mundo afora um tipo de negócio que denomino de MetaNegócio. 

Meta - prefixo grego que significa "para além de". Porque é controlado por uma obrigação moral de não prejudicar, de não eliminar, de não fugir das obrigações sociais e ambientais. Porque é mais profundo, mais inclusivo, em um estado de desenvolvimento mais avançado.

Negócios, porque é financeiro, é contábil, é transacional. Movimenta recursos, sofre despesas, obtém resultado.

Exemplos interessantes podem ser observados na Patagonia Company ( www.patagonia.com ). Uma empresa que nasceu da preocupação de alguns alpinistas em utilizar equipamentos que menos agressores para as montanhas, preservando-as para futuras gerações de alpinistas. 

A Patagonia é uma empresa que respeita o meio ambiente, incentiva seus clientes a enviar roupas velhas para reciclar ao invés de jogá-las fora e, ainda mais interessante, usa uma propaganda de consumo consciente em pleno black friday - famosa sexta-feira americana de grandes descontos e altíssimo consumo.

Algo parecido ocorre com a Whole Foods Market ( http://www.wholefoodsmarket.com/company-info ). A Whole Foods tem como filosofia a venda de produtos saudáveis, que contribuam para o bem estar e a saúde e seus clientes. Para isso, seleciona com muito cuidado o que expõe nas suas prateleiras e incentiva o comércio com produtores locais como forma de conseguir produtos mais frescos e de desenvolver a comunidade local, contribuindo para que estas sejam sustentáveis. 

O CEO da Whole Foods, Mr. John Mackey, acredita que os negócios podem ser heróicos e que a filosofia predominante resultado no resultado de curto prazo é algo muito negativo para as pessoas, as companhias, as cidades e o meio ambiente.

John Mackey, juntamente com outras pessoas influentes no mundo dos negócios, criaram um movimento muito interessante conhecido como Conscious Capitalism (Capitalismo Consciente). É um movimento que tem por objetivo elevar a consciência no mundo capitalismo; uma consciência mais inclusiva, mais harmoniosa, não destrutiva, sustentável e com visão de longo prazo e direcionada por propósitos ou valores fundamentais.

Portanto, mudar o que aí está enraizado é algo muito difícil, mas não impossível. Levará tempo e consumirá muita energia, esforço e firmeza de propósitos. Por outro lado, penso que fazemos uma mudança por vontade própria ou seremos obrigados a mudar. Se formos obrigados a mudar será muito mais difícil e doloroso pois teremos que lutar com situações adversas que já terão nos atingido, provavelmente até de forma drástica.

A mudança, no entanto, deve começar por cada um de nós, através de nossas atitudes e de nossos negócios; não importa que tamanho seja você ou o seu negócio. o importante é ter o Propósito firme e seguir persistentemente com a mudança. Os resultados virão, para você e todo o seu entorno. 

MetaNegócio - um novo modelo de Negócio para um novo Capitalismo. 

Você já pensou nisso ? 
Fique Ligado!

Por: Sandro Alves - sandro@siltabusiness.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário