QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 7 de abril de 2015

Sete Pedras no Caminho da Criatividade

Sete pedras no caminho da criatividade – a criatividade não é necessariamente um dom, uma qualidade inata. 

Podemos desenvolvê-la, e quando falamos de criatividade, não nos referimos apenas a objetos, mas também a estratégias, planos e gestão.

Mas para desenvolver a criatividade, há que evitar os bloqueios, as pedras no caminho. 

Sete pedras no caminho da criatividade – Medo da exposição

Certa ocasião, em uma reunião em que seria definida a estratégia de contratação de uma parada, um colega me confidenciou que tinha uma ideia bastante ousada. Incentivei-o a apresentá-la na reunião. O tempo foi passando, o colega não se manifestou, e outro colega colocou mais ou menos a mesma proposta… tinha tido ideia semelhante.

A ideia foi aprovada, e todos os méritos ficaram, evidentemente, para aquele que propôs aquela estratégia ousada. Ao perguntar ao colega porque não a tinha apresentado, disse-me: “Fiquei com medo de ser ridicularizado…”, e assim deixou de colher os frutos de sua ideia.

Sete pedras no caminho da criatividade – As regras

As regras!!!! Isto não pode!!! A norma, os procedimentos não permitem!!! Há aquele velho chavão “Normas são uma trilha, e não um trilho”, mas prefiro evocar uma frase que ouvi de um gerente meu, que apreciava muito subverter as regras: “Se fosse para seguir as normas, não precisava de gerente, a faxineira podia conduzir, é só seguir o que está escrito!”
Então, normas podem ser importantes, mas não podem constituir um dogma…elas podem, sim, serem quebradas!

Sete pedras no caminho da criatividade – Não voltar às origens

É muito comum, ao nos depararmos com um problema ser solucionado, buscarmos a solução a partir do “status quo”, da situação atual. Muitas vezes temos que retroceder até a verdadeira origem, e a partir daí, buscar um novo caminho. Um exemplo interessante, oriundo da ficção, está em um dos filmes da série “De volta para o futuro”. Em uma destas idas e vindas entre presente, passado e futuro, o herói Martin McFly, representado por Michael Fox, se depara em um futuro, em uma situação muito ruim, e planeja continuar rumo ao futuro, para buscar contornar a situação a que fora levado. Mas o seu amigo Emmet Brown, o “Doutor”, lhe mostra, se você for ao futuro agora, será o futuro DESTA situação…para sairmos desta enrascada temos que voltar ao passado, para daí voltarmos ao futuro, em outra direção!!! Se não ficou muito claro, alugue o filme, e veja com seus filhos…talvez eles ainda não o tenham visto, mas vale curtir o filme com umas pipocas…

Sete pedras no caminho da criatividade – O julgamento prévio

Tendemos a antecipadamente julgar nossas ideias… e isto certamente cerceia o desenvolvimento das ideias…deixe o pensamento fluir, suspenda seu senso crítico, e vaja onde vai dar…afinal, por enquanto você está só pensando, raciocinando, imaginando…deixe-se levar. Só ao final se permita um julgamento, mas sem ser rigoroso demais.

Sete pedras no caminho da criatividade – Não pensar ao contrário

Criatividade é desafiar como as coisas estão. Então, ao raciocinar, pense pelo lado oposto. Subverta o conceito. Em Matemática se faz muito isto, é um processo reconhecido de demonstração, denominado “Redução ao absurdo”. Um exemplo é a demonstração de que a raiz quadrada de 2  é um número irracional. Supõe-se que ele seja racional, portanto, uma fração de inteiros, e chega-se a uma contradição. Logo, se a raiz quadrada de 2 não pode ser racional, só pode ser…irracional. Então, se um processo sempre foi feito de uma maneira, imagine o que ocorreria se fosse feito de maneira totalmente oposta!

Sete pedras no caminho da criatividade – O líder arrogante

Esta pedra no caminho da criatividade tem os mesmos efeitos do medo da exposição, porém naquele caso, a pedra a ser removida está na pessoa, enquanto aqui a pedra é o líder. Líderes que proclamam: “Isto não vai funcionar”, “Aqui as coisas são diferentes”, “Já tentamos isto”, certamente estão tolhendo a criatividade. Para remover esta pedra, tenha em mente que estes líderes se aferram ao “status quo” por medo, então, seja firme, coloque suas ideias, ainda que seu líder o considere um desafiante…até porque você estará sendo um!!!

Sete pedras no caminho da criatividade – Pensar que há uma única solução

Mesmo que se esteja convergindo para determinada solução, lembre-se que o mundo não é tão determinístico assim. Mesmo na Matemática, a resposta muitas vezes pode ser obtida de diversas maneiras. Então, continue com seu raciocínio, desenvolva sua ideia, ainda que aparentemente se tenha chegado à solução.
Por - http://blogtek.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário