QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sábado, 28 de junho de 2014

800 anos da língua portuguesa


Basta que um fato qualquer repercuta nas redes sociais para que se veja uma profusão de comentários - em língua portuguesa. De acordo com estudo do instituto lusitano Camões, o idioma é o terceiro mais falado no Facebook e no Twitter, repetindo patamar ocupado no Orkut, que passou a ser dominado principalmente por brasileiros. A língua é hoje a mais falada de todo o hemisfério sul. Tem mais de 250 milhões de pessoas como idioma oficial.

Em junho de 2014, o português completa oito séculos. O marco histórico para determinar o natalício é o testamento do rei lusitano dom Afonso II, datado de 27 de junho de 1214. Segundo estudiosos, o documento é o mais antigo já redigido na língua que abraça Fernando Pessoa e Guimarães Rosa.

O berço do português é a Península Ibérica. Derivada do galego-português, a língua é hoje falada nos cinco continentes. É o idioma oficial em oito países: Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

“A língua portuguesa é exuberante e é fácil, ao contrário do que todo mundo diz. Além de ser uma língua extremamente flexível e, por isso, tão falada e tão usada no ocidente”, afirma Roberto Pontes, professor de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade Federal do Ceará (UFC). O pesquisador afirma que a expansão do português mundo afora é hoje um processo conduzido principalmente pelo Brasil e o seus mais de 200 milhões de habitantes.


Para o professor Alber Uchoa, do departamento de Letras Vernáculas da UFC, o idioma tem se difundido, sobretudo, por meio da cultura. “A música, a moda e a dança, por exemplo, estão mostrando a importância do português, principalmente o falado no Brasil”, analisa. E completa: “O português é hoje uma das mais importantes línguas do mundo”.


Do romano ao índio

A expansão do Império Romano fez surgirem as vertentes românicas ou neolatinas, conjunto das línguas indo-europeias originadas a partir do latim. “O português provém do latim vulgar, de uma linguagem mais oralizada, que nasce a partir do que os romanos introduziram na região da Península Ibérica”, explica Victor Cintra, professor de literatura da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

O pesquisador pondera que, apesar do marco histórico de 1214, o português tem histórico anterior à data. Victor destaca o período “pré-histórico”, que vai dos primeiros indícios da língua até o século IX, época que não possui registro material, pois era apenas falada e não escrito. Ele aponta ainda a fase “proto-histórica”, quando os textos eram escritos em galego-português, para, posteriormente, chegar ao português propriamente dito. “Ao longo do tempo a língua vai se transformando, tanto que temos o ‘internetês’ de hoje. Quem vai fazendo a língua é o povo”, afirma.

Depois de se tornar oficial em Portugal, o português se espalhou, alterando-se a partir da expansão marítima do país e do contato com as colônias. “É preciso considerar os substratos da língua, pois o povo que domina também recebe informações do dominado. A língua não permanece como chegou, vai sendo utilizada e modificada”, diz. Prova disso, ele argumenta, é a diversidade de origens da língua falada no Brasil, que tem forte influência da cultura indígena e negra.
Fonte: O Povo Online - Fortaleza/CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário