QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 14 de abril de 2016

O Que Acontece Com os Seus Artigos Que Você Publica no LinkedIn?

Por que você publica seus artigos? Sem querer ser pretensioso, mas acho que sei a resposta: publicamos porque queremos que outras pessoas leiam nossos textos. Quando nossas ideias atingem outras ideias, o monólogo vira diálogo e é aí que a mágica acontece.
O raciocínio se expande, se transforma e ganha corpo
Você já sabe como publicar um artigo no LinkedIn (caso não saiba, clique aqui), mas o que acontece com o seu texto depois de você clicar em "Publicar"? Inspirado no artigo do editor Dan Roth, vou explicar aqui para onde vai o seu texto depois que você o publica.
O básico
Antes de qualquer coisa, vamos esclarecer alguns conceitos fundamentais aqui no LinkedIn. A sua rede é formada por conexões e seguidores. As conexões são aquelas pessoas com quem você, bem, se conectou. Ou seja: você precisou aceitar o convite dela.

Os seguidores tem uma relação um pouco diferente. Ninguém precisa da sua aprovação para seguir o que você posta, mas você pode gerenciar o que será compartilhado entre suas conexões e seguidores.
Estimular diálogos
Qual é a sua métrica pessoal de sucesso: quantidade ou qualidade? Se eu puder te dar uma dica, fique com a segunda. Um comentário é muito mais colaborativo para a expansão da sua ideia do que punhados de pageviews. A diferença do LinkedIn para as demais redes sociais é justamente a nossa capacidade de gerar conversas de qualidade.

O engajamento é real. E, geralmente, estimulado por três caminhos básicos:
Para onde ele foi?
Você escreveu e releu seu texto. Escolheu o melhor título possível e uma foto chamativa para ilustrar a história. Clicou no botão "Publicar". E agora?

  1. Feed: O seu artigo irá ser veiculado no feed das suas conexões e seguidores. No entanto, se eles não abrirem o feed naquele dia, talvez percam o seu texto.
  2. Seu perfil: Assim que o seu artigo é publicado, ele vai imediatamente para o seu perfil. Qualquer pessoa que visite a sua página – para uma reunião, entrevista ou por curiosidade – irá ter acesso aos seus textos.
  3. Notificações: A maioria das suas conexões irá receber uma aviso sempre que você publicar algo novo. São várias formas de notificação, desde um flag na versão desktop do LinkedIn até um aviso no celular, com o app do LinkedIn Pulse. Para que os nosso usuários não fiquem sobrecarregados de notificações, confiamos no nosso algoritmo para fazer esse trabalho. Byron Ma, nosso Engineering Manager, escreveu sobre o funcionamento do algoritmo aqui (em inglês).
  4. Canais: Quando nós do time editorial do LinkedIn nos deparamos com um artigo que consideramos muito bom, destacamos o texto em um dos canais do Pulse. Atualmente, são quatro canais: Notícias e OpiniãoCarreiras,Inovação e EmpreendedorismoMarketing. Caso o seu texto seja selecionado para entrar em algum dos canais do Pulse, você irá receber imediatamente uma notificação te parabenizando.
Venda seu texto!
Além de todas essas possibilidades de distribuição, existe mais um detalhe vital para que seu artigo seja mais lido: o seu trabalho de marketing. O mundo precisa saber que você escreveu algo interessante, então saia por aí espalhando a notícia.

  • Compartilhe o seu artigo no Twitter, Facebook, Whatsapp… Onde mais você quiser! Mas lembre-se de concentrar-se no seu público-alvo.
  • Envie seu texto para os seus colegas.
  • Compartilhe o artigo no LinkedIn, destacando partes intrigantes do seu texto. Marque os amigos que deseja que participem da discussão.
  • Não deixe de acompanhar as conversas geradas por sua ideia original.
  • Pense no próximo texto!
Detalhes importantes e dicas valiosas: escreva sempre sobre um assunto que seja relevante naquele momento; meça seu sucesso pela conversa gerada, não pelo número de visualizações da página; encontrar seu público pode ser difícil – não desista!; e lembre-se: você é o seu maior distribuidor.
Por: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário