QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Como Calcular o Preço de Um Produto ou Serviço?

A grande dúvida do empreendedor após a abertura da empresa é quanto deve cobrar pelo produto ou serviço oferecido. 
  • Será que o preço é justo? 
  • Será que o preço é competitivo?
  •  Será que estará de acordo com o perfil do público-alvo?
Para não ficar no “achismo”, o Pensando Grande trouxe algumas dicas para ajudar o empreendedor a calcular o melhor preço sem preocupações com o retorno e a lucratividade.
  • Despesas fixas
Para qualquer produto ou serviço, as despesas fixas são aqueles valores necessários para o dia a dia da empresa: luz, água, telefone, aluguel, material de escritório, mão-de-obra, entre outros.
  • Despesas variáveis
Essas despesas são aquelas que aparecem em certos períodos do ano, tal como impostos, tributos, comissões de venda, entre outros. É importante lembrar que essas despesas devem estar na organização geral dos custos da empresa e tem um papel decisivo no planejamento financeiro da empresa.
  • Custo direto
É o valor da matéria-prima, dos materiais para serem utilizados ou trocados e o valor cobrado pelos fornecedores.
  • Lucros
lucro não é o que o empreendedor quer pra si, mas sim o valor necessário para cobrir o investimento inicial durante um período de tempo pré-determinado. O retorno do valor investido é o primeiro estágio do lucro, mas pode voltar a ser lançado sempre que ocorram novos investimentos. Após esses períodos, o lucro torna-se parte do orçamento geral da empresa. Se for bem aplicado, pode voltar como investimento sobre novos produtos, embalagens ou serviços.
Para encontrar o melhor preço é preciso dividir o custo direto variável pelo mark-up divisor ( fator de formação do preço de venda que é igual a 100% menos a porcentagem das despesas variáveis menos a porcentagem despesas fixas menos a porcentagem do lucro líquido).
  • Custo direto variável/mark-up divisor

Vale lembrar que é bom ter estipulado também um preço mínimo e um preço máximo. Dessa forma, o empreendedor pode negociar melhor seus produtos com promoções e ofertas em larga escala ou serviços de maior ou menor valor.
Mas lembre-se: quem paga a conta é o cliente! Portanto, nada de exagerar nas despesas e fique de olho se olucro é o melhor para a sua empresa.
As ferramentas certas ajudam a otimizar seu trabalho e seu tempo. Planeje-se com um checklist especialmente feito para organizar suas tarefas. Conheça as utilidades do Excel 2010, esse pode ser os detalhe essencial que faltava para sua empresa decolar.
Copiado: http://www.pensandogrande.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário