QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 17 de maio de 2017

28 Coisas Sobre a Vida Que Eu Queria Ter Aprendido 10 anos Atrás

Este mês, no dia 25, eu completo 28 anos de idade. Ao contrário da maioria das pessoas, estou feliz em ficar mais velho. Há 10 anos eu era um completo idiota — e quem não era aos 18, né?
Passada uma década, continuo cometendo alguns erros, mas sinto que, finalmente, tenho controle da minha vida. E esse crescimento pessoal se deve, em parte, a uma frase escrita à mão em um dos pertences de Christopher McCandless, um jovem recém-formado em Direito que largou tudo para viver em meio a natureza selvagem do Alaska e teve sua vida retratada na obra “Na Natureza Selvagem“.
A felicidade só é verdadeira quando compartilhada“. A frase é originalmente atribuída a Henry David Thoreau, mas tive conhecimento de sua existência através da história de McCandless.
Essa citação tem um sentido profundo que, na minha interpretação, vai além dos relacionamentos afetivos. Tenho usado ela como uma estratégia de aprendizado.
Melhor do que aprender com os próprios erros é aprender com os dos outros. Ao longo dos anos, aprendi muito sobre a vida das mais variadas formas: através de professores, escritores, familiares, amigos e ilustres desconhecidos. Através do compartilhamento das histórias e felicidades destas pessoas, pude evitar alguns erros e acertar em determinadas situações.
Escrever é minha felicidade. E eu escrevo, de modo geral, sobre a vida. São erros e acertos que aconteceram durante minha trajetória e que compartilho com meus leitores. Do mesmo modo que fui ajudado inúmeras vezes em meu caminho até aqui, tento compartilhar o que aprendi através da minha felicidade.
O que você encontrará abaixo é uma lista com 28 das coisas mais importantes que aprendi com outras pessoas e suas obras. Algumas delas levei algum tempo para aprender — mas levaria muito mais tempo se estivesse completamente sozinho. É uma grande felicidade poder compartilhar este conteúdo com vocês!

1 – Seja grato

Um “obrigado” no momento certo tem seu valor. Fará bem para todas as partes.

2 – Não reclame

Reclamar é a maior perda de tempo que existe. Ou faça algo para resolver o problema ou cale-se.

3 – Aprenda todos os dias

Você deve treinar seu cérebro todos os dias. E isso não significa que você precise ler um livro por dia. Aprenda com seus erros. Aprenda com as pessoas ao seu redor. Esteja sempre com a mente aberta.

4 – Não julgue

Isso vale pra tudo, mas, o principal ensinamento é: se uma pessoa tem uma opinião contrária a sua não significa que ela seja babaca.

5 – Desfrute as pequenas coisas da vida

Eu curto um bom e velho clichê. Por que? Eles são verdadeiros! Especialmente este: todo mundo sabe o bem que desfrutar as pequenas coisas da vida faz, mas ninguém faz jus ao significado da frase.

6 – Evite pessoas e situações negativas

Tem uma frase muito famosa, de Jim Rohn, que diz que “somos a média das cinco pessoas com quem passamos mais tempo“.

7 – Passe mais tempo com as pessoas que ama

Vivemos numa sociedade que passa mais tempo no trabalho do que com as pessoas que ama. Então, quando estiver de bobeira, visite seus pais, faça um passeio com seu cônjuge, aproveite seu tempo livre com sua família e seus amigos.

8 – Não comece um relacionamento se você não estiver apaixonado

Essa eu aprendi cedo. Pouco antes de completar 21 anos comecei a namorar minha esposa. Antes disso, tive alguns namoricos de escola, mas nenhum relacionamento verdadeiro. Se você estiver em dúvida, termine a relação. É uma situação em que não existe meio termo. Não é justo para você, nem para a outra pessoa.

9 – Seja você mesmo

Não desista dos seus sonhos ou ideias malucas de quando você era mais jovem. Tenha sede, tenha fome, seja um tolo. Não desista de si mesmo. Ninguém vai te pegar pela mão e te levar até a realização do teu sonho, parceiro.

10 – Ame as pessoas e use as coisas — porque o oposto nunca funciona

Essa eu aprendi com Os Minimalistas. Pergunte-se por que você possui as coisas que possui, o que elas acrescentam à sua vida e se você pode viver tranquilamente sem elas.

11 – É preciso saber a hora de sair

Se fala muito sobre persistir num objetivo para se ter sucesso. Mas, também é necessário entender quando isso não o levará a lugar algum.

12 – Tenha um hobby

Ter um hobby traz felicidade e enriquece nossas vidas. Isso nos dá algo divertido para fazermos em nosso tempo livre, além da oportunidade de melhorarmos nossas habilidades.

13 – Não espere pelos políticos — seja você a mudança

Aos 18 anos eu era um daqueles adolescentes de esquerda que sonhava com um Brasil melhor e aguardava ansiosamente um(a) salvador(a) da pátria. O tempo passou. Nem salvador, nem salvadora. O país entrou num mar de lama, houve uma polarização entre direita e esquerda — por mais que todos estejam no mesmo barco — e as redes sociais inflaram o ódio contra quem tem uma opinião contrária à sua. O que eu aprendi? Que a tão sonhada mudança depende de como vivemos nossas vidas.

14 – Empatia é a habilidade mais importante que você deve ter

Dentre todas as habilidades “praticáveis“, a empatia com certeza é a mais importante. Ela vai te levar a um maior sucesso profissional e pessoal, além de torná-lo mais feliz enquanto a pratica.

15 – Durma cedo e acorde cedo

Não esqueça que nosso corpo é uma máquina. Sempre tive o pensamento que rendia mais de madrugada. Ficava acordado até altas horas tomando várias e várias xícaras de café para manter os olhos abertos. Até que um dia experimentei fazer diferente e senti os benefícios de dormir cedo e acordar cedo.

16 – Reputação se conquista

Reputação é algo externo. O caráter é o equivalente interno. Portanto, sempre dê atenção ao seu caráter. Não a sua reputação — que é, basicamente, a percepção que os outros têm de você. Então, se você quer construir uma boa reputação, faça um bom trabalho e garanta que as outras pessoas saibam disso.

17 – Não existe momento certo — corra alguns riscos

Eu não sei vocês, mas eu sou o tipo de cara que, na maioria esmagadora das vezes, espera o momento certo para agir. Uns chamam de planejamento. Ok. Sem problemas. O grande problema aqui está em planejar demais e nunca agir. Ou, pior: apenas sonhar e não fazer nem uma coisa, nem outra. Aí eu conheci um casal de idosos que viajará o mundo numa Honda CG 160 Titan.

18 – Abrace as mudanças

Às vezes, uma mudança pode parecer boa, enquanto outras vezes pode parecer prejudicial. A coisa mais importante a lembrar é que a mudança não é necessariamente boa ou má; Apenas é. Não importa o tipo de mudança que ocorra, nós, seres humanos, temos uma capacidade de adaptação sensacional.

19 – Não se importe com o que as pessoas pensam

A vida é curta demais e todos nós morreremos no final. Não perca seu tempo tentando agradar os outros.

20 – Dê sem esperar algo em troca

Não ofereça algo esperando um favor em troca. Isso o tornará uma pessoa amarga. Seja genuíno em suas ações.

21 – Não culpe as pessoas

Ao invés de apontar o dedo, ofereça ajuda. Você também é suscetível ao erro.

22 – Confie em si mesmo

Alcançar um objetivo é uma das melhores sensações do mundo. Confie mais no seu taco — mas saiba a hora de pedir ajuda.

23 – Crie algo

Eu tenho levado isso tão a sério que tatuei no meu braço um símbolo que significa “criar”. Sempre me preocupei em deixar um legado, mas hoje vejo que nossas criações são mais que isso. Escreva um livro, faça música, construa um móvel, qualquer coisa. Você vai se sentir bem com isso e contribuir de alguma maneira com a sociedade.

24 – Tome uma atitude

Sabe aquele negócio de não reclamar? Levante a bunda da cadeira. Faça algo. Mude sua realidade.

25 – Fique confortável em estar desconfortável

Trabalho, relacionamentos, desafios. Nossa vida é cheia de situações desconfortáveis. Se acostume.

26 – Escolha um mercado, não um trabalho

Se você quer ser bom em algo, foque nisso. Mudar de segmento de tempos em tempos não o fará excelente em alguma coisa.

27 – Faça exercícios físicos

Isso eu aprendi nos últimos anos. Aos 18, sem treino, conseguia dar voltas e voltas num campo de futebol. Quando fiquei ofegante ao subir dois lances de escadas, percebi que a idade estava chegando e meu corpo não era mais o mesmo. Exercícios fazem bem para o corpo e para a mente. Pratique-os sem moderação!

28 – Dinheiro não é importante

10 anos atrás eu perseguia o dinheiro. Queria ter um carrão, uma mansão e qualquer coisa com “ão”. Hoje vejo que as experiências são mais valiosas do que os bens materiais.
Copiado: https://matheusdesouza.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário