QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, VIATNT e AGUASHOW), Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O Coaching é Tipo uma Terapia?

A resposta é simples: não! Entenda as diferenças entre Coaching e Terapia e saiba como o empreendedor pode se beneficiar.
Qual a diferença entre Coaching e Terapia? 
Como são processos nos quais o cliente senta em frente a um profissional facilitador com algum anseio, e ambos promovem momentos de reflexão, existe muita confusão sobre a diferença entre as duas experiências. Ambos são valiosos para o entendimento pessoal e até complementares em alguns casos, mas são duas técnicas diferentes. Entenda:
Terapia - A terapia trabalha com pessoas que apresentam problemas, disfunções ou transtornos psicológicos e psiquiátricos. Possui um caráter clínico, geralmente realizado por um profissional de Psicologia, que tem como propósito investigar e analisar os conteúdos trazidos pelo paciente para solucionar o problema.
De maneira geral, o terapeuta busca o esclarecimento e o porquê de algo que aconteceu ou o motivo de determinado comportamento, através disso, é fechado um diagnóstico e ele faz as intervenções que julgar necessárias.
Coaching - Prática mais recente, o coaching trabalha com pessoas que não necessariamente sofrem de algum transtorno psicológico e/ou psiquiátrico, ou seja, não tem caráter clínico. O foco está sempre no futuro, em atingir objetivos específicos. O olhar é sobre a solução, e não na detecção de um problema. Não há diagnósticos nem aconselhamentos.
O profissional auxilia o cliente (que não é um paciente) a descobrir um objetivo pessoal e/ou profissional, a ter clareza e a identificar as limitações e recursos que estão em seu caminho, seja dentro ou fora do ambiente de trabalho. Todos os resultados são mensuráveis e apresentados ao final do processo.
Em síntese, a resposta mais simples sobre a principal diferença entre as práticas é:
COACHING TEM COMO FOCO OBJETIVOS FUTUROS, É UM EMPODERAMENTO DO SER. JÁ A TERAPIA É A CURA POR MEIO DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DO PASSADO QUE AFETAM O PRESENTE.
As duas técnicas têm seus valores e eficiências, variando de acordo com as necessidades de cada pessoa.
Atualização: Agradeço todos e a cada um dos comentários sobre esse texto, pois foram fundamentais para que pudesse trazer a mim um grande aprendizado. 
Depois de alguns anos de trabalho e nesses últimos dias pude refletir de forma diferente sobre esse assunto. 
A mídia e a
lgumas pessoas ainda insistem em ressaltar as diferenças entre as coisas, e entendo que para determinados temas isso é de fato importante, mas essa situação toda me fez questionar se realmente é importante ressaltar tanto as diferenças entre Coaching e Terapia, uma vez que ambos tem o mesmo grandioso e belíssimo propósito, que é o de ajudar as pessoas a serem mais felizes, a fazerem de suas vidas, vidas mais plenas, a terem mais qualidade de vida!!??
E o que veio no meu coração é que não vale não, perder tempo em enumerar as possíveis diferenças, por que realmente, na tentativa de ser objetivo para tratar sobre isso, corremos o grande risco de sermos simplistas e fazer com que algum colega se sinta desrespeitado mesmo sem ser a nossa intenção. E ainda assim, não conseguir, de fato, traduzir de forma clara essas tais diferenças com tantas mudanças na própria Psicologia. 
Talvez o verdadeiro motivo de qualquer explicação sobre as diferenças seja a informação. E se então é isso, a informação que quero passar é se você quer ser mais feliz, ter uma vida mais plena, ambas alternativas são válidas, tanto Psicoterapia ou Coaching irão te ajudar. Procure por profissionais de confiança, procure por especialistas, converse com pessoas que já passaram por um e/ou por outro processo e tire suas dúvidas sobre o que é melhor para você no seu momento de vida. De repente essa pode ser a melhor forma. Não adianta generalizar e correr o risco de ser injusto.
Tenho absoluta paixão pela minha profissão, sou Psicóloga e Coach, e tive o privilégio de estudar as duas coisas, e isso tem me ajudado muito a contribuir com as pessoas. Talvez essa seja uma demanda da nova era, coisas vão se transformando e as coisas vão se agregando, se unindo pelo propósito maior.

3 comentários: