QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

DISC, a Teoria do Medo

A metodologia DISC, talvez a mais popular em instrumentos de análise de perfil comportamental no mercado, tem sido utilizada por décadas para um maior autoconhecimento para quem se submete ao questionário e também maior segurança em processos de seleção, coaching e demais iniciativas de desenvolvimento de pessoas. 
DISC mensura comportamentos e emoções observáveis das pessoas, comumente definidos da forma abaixo:
 D = Dominância: Querem vencer, superar obstáculos, gostam de desafios, podem parecer muitas vezes incansáveis.
 I = Influência: Sociáveis, facilidade para se relacionar e comunicar, alegres, divertidos e otimistas.
 S = Estabilidade: Calmos, valorizam relacionamentos de longa data, buscam terminar o que começam, com planejamento e método.
 C = Conformidade: Exigentes com qualidade, perfeccionistas, detalhistas, orientados para normas e procedimentos.

 A linguagem DISC é usualmente amigável, fácil de entender, identificando o que cada um de nós possui com maior ou menor dificuldade, no intuito de aumentar a satisfação e o sucesso profissional, além de contribuir para aprimorar os relacionamentos pessoais.
É comum uma pessoa de alta dominância (fator com intensidade acima da média da população) buscar a vitória em tudo o que faz, uma vez que possui uma natureza mais competitiva, porém é incomum alguém descrever um dominante campeão como alguém inseguro, que teve sucesso não pelo prazer da vitória, mas pelo medo da derrota.
Há uma parcela das pessoas dominantes que atingiram grande sucesso, porém não apenas em busca do prazer e da realização de um sonho, mas também pelo medo do fracasso, da derrota ou de parecer fraco.
 Por essa leitura, podemos usar o DISC para saber se uma pessoa está sendo levada às suas realizações por influência do prazer ou do medo.
 Viver a vida fugindo dos medos pode não ser uma das formas mais agradáveis e saudáveis de conduzirmos nossa carreira profissional e vida pessoal.
 Nos fatores Influência, eStabilidade e Conformidade, também podemos fazer esta análise.
 Muitas pessoas de alta influência buscam agradar e interagir com o máximo número de pessoas, porém nem sempre pela busca do prazer e da satisfação, mas pelo medo da rejeição social e de não serem queridas.
Pessoas de alta estabilidade, por sua vez, possuem necessidade de previsibilidade de futuro, algumas delas dedicam muita energia e tempo para serem campeãs em planejamento, apenas para evitar a sensação de insegurança que a imprevisibilidade do futuro pode trazer.
 Já pessoas de alta conformidade normalmente são muito cuidadosas e perfeccionistas, porém parte delas pode buscar um excesso de informações e ser excessivamente cautelosa, não pelo desejo da entrega de um trabalho tão perfeito e livre de erros que poderia se assemelhar a uma obra de arte, mas pelo medo do erro e de receber críticas pelo trabalho feito.
 Ao trabalhar com a ferramenta DISC é recomendável que seja checado com o cliente analisado se o combustível de seus comportamentos são o prazer, a realização da missão de vida e o desejo de ser na plenitude a pessoa que nasceu para ser, ou o medo do fracasso, de rejeição social, da imprevisibilidade do futuro ou de críticas ao trabalho.
 O DISC é um meio para as pessoas se conhecerem melhor, um instrumento que pode contribuir para o aumento da felicidade, a realização profissional e melhores relações pessoais.
 A resposta sobre se uma pessoa está vivendo para fugir de um medo ou buscando prazer não é obtida através de um gráfico DISC, mas sim por uma boa investigação e através das perguntas certas ao seu cliente.

Por:  - 

Presidente at TTI Success Insights Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário