QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Microempreendedor Individual – Veja Como se Formalizar

Se você faz parte dos 31% dos brasileiros que sonham em ter o seu próprio negócio, se tornar um Microempreendedor Individual pode ser a melhor forma de fazer seus sonhos virarem realidade.
Se você trabalha por conta própria, possui faturamento máximo de R$ 60.000,00 por ano, não tem  participação em outra empresa como sócio ou titular, então é possível se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI).
Trabalhando como MEI, você pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. Além de poder se registrar no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais.

Quanto custa ser MEI?

Além disso, o MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).
Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 40,40 (comércio ou indústria), R$ 44,40 (prestação de serviços) ou R$ 45,40 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Benefícios

Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a inúmeros benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.
Confira abaixo mais vantagens de ser um Microempreendedor Individual:
  • Cobertura Previdenciária;
  • Menor custo com funcionário;
  • Sem taxas de registro;
  • Sem burocracia;
  • Acesso a Serviços Bancários, inclusive Crédito;
  • Compras e Vendas em Conjunto;
  • Menos tributos;
  • Controles Muito Simplificados;
  • Emissão de Alvará pela Internet;
  • Possibilidade de Vender para o Governo;
  • Serviços Gratuitos;
  • Apoio técnico do Sebrae;
  • Possibilidade de Crescimento como Empreendedor;
  • Segurança Jurídica.

Quem pode se formalizar?

São inúmeras as atividades que podem ser formalizadas como MEI, entre elas estão: diarista, caminhoneiro, manicure, cabeleireiro, digitador, carpinteiro, comerciante, vidraceiro, tintureiro, mecânico, artesão e muitos outros. Acesse este site e confira a lista completa de profissões.
Já são mais de 5 milhões de Microempreendedores Individuais fazendo o Brasil avançar cada vez mais. Formalize o seu negócio e vá mais longe!
Seja um Microempreendedor Individual. Acesse o site www.portaldoempreendedor.gov.br e saiba mais.
http://www.jucema.ma.gov.br/
Copiado: http://www.sobreadministracao.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário