QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 31 de março de 2015

Será Que os Maus-Caracteres Sempre Vencem?

O mau caráter ganha força em ambientes competitivos. 

Reproduzo aqui um excelente artigo de Julio Cardoso sobre Maus-Caracteres.

Será Que os Maus-Caracteres Sempre Vencem?

Minha resposta é que felizmente maus caracteres não vencem.
Acabei de presenciar um mau caráter se afundar totalmente, sendo rejeitado por todos, com exceção de sua mãe.

A sociedade acaba rejeitando-os, as esposas acabam abandonando-os, os irmãos acabam se afastando ou então acabam sendo presos como eles muitas vezes acabam sendo. 

O pior é que esses maus caracteres acreditam serem donos da verdade e nunca percebem o mal que fazem, jogando sempre a culpa em um outro.
Morrem sozinhos, odiados, sem amigos, sem sócios, sem esposa, sem dinheiro, sem filhos. 

Disto não tenho dúvida. 
Eis o artigo do Julio:

Infelizmente, preciso reconhecer que muitos profissionais antiéticos e maus-caracteres ocupam cargos importantes nas empresas.
A quantidade de gente que me procura para reclamar de situações reprováveis de seus chefes é infindável.
Nunca imaginei assistir a um triste cenário como esse.
São líderes arrogantes, que puxam o tapete de quem está em volta, fazem o impossível para detonar o colega que trabalha honestamente e por aí vai.
Conseguem derrubar talentos por medo de terem concorrentes disputando o mesmo espaço.
O mau caráter ganha força em ambientes competitivos.
Sem dó nem piedade, vai exterminando devagarzinho, um por um, até conseguir o que deseja.
O mau caráter manipula dados, forja informações, cria um ambiente de fofoca. Tudo para se dar bem. 

A minha esperança é que um dia as organizações comecem a abrir os olhos para pessoas desse tipo, que só atrapalham o avanço da própria empresa. 

Vai chegar um dia em que o sucesso do mau caráter será temporário e ele não vai conseguir enganar a todos o tempo todo. 

E você aí, conhece alguém desse tipo?  

Julio Cardoso

Eu conheço vários, que tenho o prazer de revelar a todos que me perguntam.

Copiado: http://blog.kanitz.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário