QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sexta-feira, 13 de março de 2015

Dez Propagandas Absurdas de Remédios

Seleção de propagandas antigas e absurdas de remédios.


Antigamente era comum encontrarmos propagandas de remédios em jornais e revistas que prometiam 'milagres' na solução de doenças. Com a medicina em avanço, as soluções caseiras ainda buscavam remediar problemas de saúde. 

Confira uma curiosa seleção de propagandas de remédios:

Propaganda do aparelho vibrador que prometia solução para males do aparelho digestivo.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Interessante ver quantos artifícios foram desenvolvidos para a cura de certos males. Em 1912 a propaganda do Vibrador Veedee apresentava o caminho da melhoria do aparelho digestivo.


Propaganda do remédio de combate à obesidade: Neurotone.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Em 1923 o anúncio do Neurotone fez uma referência inadequada aos seres humanos com peso acima do ideal. Uma linguagem interessante, usando a perda do bonde como consequência da gordura. Confira clicando na imagem ao lado.

Propaganda do Remédio Treparsol: combate às doenças venéreas.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Até 1928, quando seria descoberta a penicilina, os jornais eram recheados de anúncios de remédios que prometiam a cura milagrosa de doenças venéreas. Eis o anúncio do Treparsol, de 1927.


Propaganda do Remédio Bi-Uriol para solução de males nos rins e bexigas.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Hoje este anúncio seria incorreto? O anúncio do remédio Bi-Urol de 1930 apresentavam três crianças urinando (com muita potência) em um alvo. Uma irreverência publicitária de décadas passadas.


Propaganda de remédio para auxílio de funcionamento dos rins que usa a imagem de um suicida.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



O Laboratório Schering, com este anúncio publicado dia 20 de dezembro de 1924, concorre para o prêmio de propaganda mais incorreta da história. A ilustração mostra um suicida e a embalagem do medicamento Urotropina (remédio para os rins).

Propaganda do Laxante Jubol: promessa de deixar as tripas brilhando.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Em 1939 o laxante Jubol prometia uma verdadeira faxina interna, representada por anõezinhos equipados com escovas, baldes e panos de limpeza para deixar as tripas brilhando. Veiculado no dia 1 de janeiro de 1939 no jornal 'O Estado de São Paulo'.

Propaganda do remédio Anemokol com o cantor Waldick Soriano, nos anos 80.

(clique na imagem ao lado para ver o vídeo)



Ao som de "Eu não sou cachorro, não" o Anemokol promoveu a sua venda junto ao cantor Waldick Soriano. Um medicamento que buscava energia, vigor físico e estimulante sexual. Com uma ousadia publicitária, a campanha apresentou mulheres nuas em cenas protagonizadas no motel. Emblemático.


Propaganda do Remédio Pasta Russa com promessa de aumento dos seios em 1918.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Na época em que a exibição do corpo feminino era um mito, o Dr. Ribacal apresentou a sua Pasta Russa. A promessa é de encantar as mulheres (até nos dias de hoje): seios "desenvolvidos, fortificados e aformoseados" em apenas dois meses, como diz o anúncio.


Propaganda do medicamento Nandula que combatia o ato de urinar na cama, ao dormir.

(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Alguns remédios de antigamente possuíam algumas promessas estranhas. Qual composição seria de um remédio que evitaria urinar na cama? A publicidade dava a sua força! Eis o Nandula! Diretamente de 1916.


Propaganda de drops de cocaína em 1885: promessa de combate às dores.
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)



Por apenas 15 centavos, drops que usa a cocaína como sua composição básica prometia cura para a dor:”Cocaína. A dor de dentes desaparece. Cura instantânea!”. Propaganda de 1885.

Copiado: http://www.propagandashistoricas.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário