QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Ideias, Erros e Acertos

Quantas vezes você já leu ou ouviu alguém mencionar o fato que o erro faz parte do processo, que é errando que se acerta, ou coisas do gênero?

Bem, talvez milhares. O fato é que falar é fácil, mas fazer...

Pensando nisso, seguem abaixo algumas dicas práticas que podem incentivar a cultura da criatividade, afinal é preciso extrair o melhor de cada talento.
1. Diga adeus à velha caixinha de sugestões

Outro dia estava em uma empresa e a dita cuja estava toda empoeirada. Perguntei a simpática senhora da limpeza porque a caixinha estava toda suja e ela logo respondeu que “ninguém mexe ali mesmo”. 

A caixinha de sugestões faz grande sucesso quando implantada, mas logo cai no esquecimento e são poucas as empresas que a mantêm de forma eficaz. Retire todas as caixinhas de sugestões de sua empresa, primeira porque as pessoas não são fãs da escrita e o outro motivo é que poucos recebem respostas referentes às sugestões ou idéias que lá colocam.
2. Realize pequenos cafés da manhã

Pequenos mesmo com no máximo dez participantes, sendo que entre esses dez, pelo menos um do setor de RH, e ao menos dois devem ser pessoas da alta hierarquia que tem poder de decisão ou que possam dizer se esta ou aquela ideia é viável ou não. 

O café da manhã é uma excelente forma conseguir o contato olho no olho, tirar dúvidas, solicitar sugestões e estabelecer um clima de confiança, transparência e comunicação entre todos os níveis hierárquicos da empresa.
3. Monte comitês para analisar as idéias de seus funcionários

Se alguém deu uma sugestão, no mínimo ele merece uma resposta se pode ou não ser implantada. Crie critérios de seleção, defina claramente o objetivo do programa para minimizar idéias absurdas e pedidos desconexos, mas mesmo assim eles virão. 

Faz parte do processo para incentivar a mente criadora de sua equipe, assim como engatinhar antes de dar os primeiros passos.

5. Uma vez aprovada ou pré-selecionada a idéia convide todas as pessoas envolvidas no processo para participar da discussão, para saber se o projeto pode ou não ser implementado



E não esqueça de convidar quem fez a sugestão, pois já vi casos que a pessoa dá uma idéia e por não ser da área ou qualquer outro motivo não é convidada para participar, aí fica com a sensação de que alguém “roubou” sua idéia. Mas isto não acontece na sua empresa, não é mesmo?
6. Deixe a equipe tentar implantar a idéia

Para isso é preciso tempo e dinheiro. Uma dica audaciosa: defina uma verba e um período do dia para que cada um possa de forma exclusiva trabalhar na idéia. Evite encontros fora do expediente ou uma reunião por semana. 

Não! Sugiro pelos menos duas horas por dia ou meio período três vezes por semana e também exija um cronograma das atividades e mensuração dos resultados. A equipe deve entender que o projeto existe para dar resultados e, se não der certo, o relatório ajudará todos a saberem o porquê.
7. Encoraje a equipe

Como em todo projeto o seu também terá momentos de desânimo, apatia e desilusão. Por vezes algo dará errado, aí sim, está o pulo do gato e incentive o pessoal a errar mais uma vez. Não é loucura! 

É uma forma sutil de cobrar, pois já lemos no sexto parágrafo que ninguém gosta de errar e é neste momento que todos vão de novo tentar acertar. Afinal, ninguém erra porque quer.
8. Remunere e premie os resultados da implantação da idéia

Quando tudo estiver pronto e de preferência funcionando que tal premiar a equipe que conduziu o projeto? 

Que tal uma participação financeira nos resultados positivos ou algum outro tipo de reconhecimento formal e de valor.

É claro que aqui apresentei somente algumas dicas, algumas que mais me chamaram a atenção pelos caminhos onde andei, mas o fato é que sua empresa terá mais chances de sucesso se for mais tolerante ao errado, acreditar no acerto e entender com naturalidade que ambos fazem parte do processo.

Fonte:Paulo Araújo  /http://www.qualidadebrasil.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário