QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 8 de julho de 2014

Acerte as Coisas e largue os ratos mortos

Um grave problema das pessoas é o fato de irem levando a vida, ou deixando que as vida as leve, como diz a música.

Infelizmente, quem tem essa atitude, um dia vai estar sentado numa varanda e pensando “puxa, onde foi que joguei minha vida?”

Talvez nessa hora os filhos já estejam criados, e foram embora construir suas vidas.

É bom demais quando sentimos que fizemos nossa parte, e que as pessoas que amamos estão agora se dando bem na vida.

Mas não é por essa razão que vivemos: não vivemos para os outros, nem pelos outros. Devemos viver COM os outros e por nós mesmos. Isso não é egoísmo. É respeito por si próprio!

É muito triste ver homens, mulheres, às vezes tão jovens, não se acertando consigo mesmos.

Erram profissionalmente, mas, em vez de corrigirem seus erros, seguem o mesmo fluxo quando entram noutra empresa, noutra função.

Erram pessoalmente, namorando pouco e casando cedo, tendo filhos para tentar segurar uma relação que vive de intrigas, e parece que se não tiver mais brigas a relação morre, porque ambos já aprenderam a viver de brigas, que é o único alimento que mantém a união, por mais triste que seja uma união assim.

Precisamos acertar nossa vida, seja no trabalho, seja em casa. Dói muito o coração e a alma quando temos a plena certeza de que o outro não vai mudar, e que teremos briga dia sim e dia também. E quando de vez em quando a relação melhora um pouco, parece que é só para piorar ainda mais depois.

Eu já vivi isso, e sei do que estou falando. Não li isso em livros, e fico com pena de quem não aprende com os erros dos outros, porque vai aprender pela dor.

E enquanto somos jovens, temos a esperança de que as coisas melhorem, mas o tempo vai passando, e se cada dia a única coisa que nos mantém juntos são os gritos do chefe, do cônjuge, de alguém que está conosco, vamos nos machucar muito, e quando já não formos tão jovens, realmente a única coisa que vai restar é a tristeza por termos jogado fora a única vida que ganhamos.
Eu não quero ver você sofrendo, triste pelos cantos, tentando encontrar a vida na lata de lixo da cozinha, da sua sala do trabalho. Tampouco quero ver você olhando para trás e se arrependendo pelo que NÃO FEZ, pela falta de coragem que teve em dar um basta nas coisas que precisavam ser cortadas, arrancadas da sua vida, como o mato no meio do jardim.

Quero ver você feliz lá na frente, mesmo que agora tenha de abandonar alguma coisa importante neste momento, seja um trabalho, um relacionamento, mas que só machuca sua alma e todo dia esgota um pouco sua autoestima, sua motivação, e você já não sente nem vontade de mudar, e quem sabe já esteja acima do peso, com dores musculares, e tudo o que faz é tomar um analgésico, um relaxante muscular, pois falta ânimo até para uma simples caminhada. Sempre que olhamos no espelho e não vemos a pessoa que queríamos ver, alguns problemas precisam ser resolvidos na nossa vida, porque a maioria das questões externas não têm fontes externas, elas têm fontes internas.
Se onde você está não tem chances de realizar seus sonhos, suas vontades, vá para outro lugar. Às vezes pensamos que o máximo que temos direito é o que já temos agora. Mas isso não é verdade. Quando temos a coragem de sair do lugar em que estamos, nos tornamos um pintinho que quebra a casca e descobre que pode ser muito mais do que era, e de que o mundo é muito mais bonito do lado de fora do ovo.
Não passe a vida inteira pensando que seu chefe vai mudar, que seu esposo vai lhe dar mais atenção e carinho, ou que sua esposa vai ser mais dedicada e amorosa.

Infelizmente, as pessoas raramente mudam. O que elas fazem é se retrair e esconder seus desejos para evitar encrencas, brigas, e sofrimento. Só que se retrair, na verdade, só provoca mais sofrimento, e mina nossas forças, e acabamos nos anulando para o mundo belo e maravilhoso que somos.
Você é um campeão, uma campeã, e nasceu para ser muito feliz, e para fazer do mundo um lugar melhor para vivermos. Saia agora mesmo do lugar que lhe faz mal. Se quem você quer que mude, não está mudando, talvez não seja a pessoa quem deva mudar. Quem sabe ela não tenha coragem de dizer que não quer mais você na empresa, em casa,  e é você quem precisa mudar, e ter a coragem de abandonar os ratos mortos, como conta a história abaixo:
“Uma vez um pássaro encontrou um rato morto e o pegou, saiu voando e quando menos esperou, outros pássaros estavam lhe bicando, e ele não entendia porque, pois antes eram amigos. Ele voou mais forte, mas os pássaros também voaram e continuavam lhe bicando mais forte ainda. De repente, quando ele tentou se desviar de um dos pássaros, o rato caiu. Todos os outros pássaros pararam de bicar e foram atrás do rato morto”.
  • Isso quer dizer que talvez você esteja sofrendo porque está segurando um rato morto.
  •  Ele pode ser um trabalho sem prazer, uma relação sem respeito e sem admiração, o que leva o amor a desaparecer também, e faz a gente passar a vida muito infeliz. 
  • Um rato morto pode ser qualquer coisa que não está dando certo na sua vida, e quem sabe tudo isso só vai mudar se você largá-lo.
Conserte as coisas e largue seus ratos mortos. Você merece ser muito feliz. Torço por você!

Fonte: Paulo Sérgio Buhrer - http://www.qualidadebrasil.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário