QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Símbolos e Curiosidades da Copa de 2014

Os eventos esportivos mais importantes do mundo, como as Olimpíadas e os campeonatos mundiais, possuem símbolos específicos para cada edição. 

No caso da Copa do Mundo de Futebol, há um cartaz oficial, mascote e uma bola fabricada especialmente para o evento.

Esses símbolos retratam características dos países ou cidades que recebem os jogos. Abaixo listamos os símbolos da Copa do Mundo de 2014, seus significados e algumas curiosidades sobre o evento que ocorrerá no Brasil em junho e julho.
Pôster
O desenho do pôster ou cartaz oficial da Copa do Mundo de 2014 (imagem acima) é uma disputa de bola entre dois jogadores representados apenas pelas suas pernas, e o contorno forma o mapa do Brasil no centro. A ilustração é formada através da união de vários símbolos que representam as belezas naturais e a história brasileira. O cartaz foi escolhido por uma comissão julgadora da FIFA.
Mascote
Fuleco é um tatu-bola de 14 anos, com o corpo amarelo, bermuda verde, carapaça azul e camiseta branca, formando as cores da bandeira do Brasil. O tatu é um animal típico do país, encontrado em savanas, cerrados abertos e locais com vegetação seca. Essa espécie de tatu tem a capacidade de se enrolar e ficar no formato de uma bola, objeto principal do futebol. 
Bola
A bola oficial da Copa do Mundo de 2014 chama-se Brazuca, nome escolhido após votação popular pela internet. Os outros nomes eram Bossa Nova e Carnavalesca. As cores e o design da Brazuca simbolizam as “fitinhas” de Senhor do Bonfim, cuja tradição diz que um desejo é realizado quando a fita se rompe do braço.
Mascote, bola e troféu da Copa
Mascote, bola e troféu da Copa

Ingressos
Os preços dos ingressos para as partidas da Copa de 2014 variam de R$ 30 a R$ 1.980, para brasileiros, e de 90 a 990 dólares para estrangeiros. Os ingressos mais baratos referem-se à meia-entrada para os brasileiros que moram no país e que são estudantes, idosos (acima de 60 anos) ou participantes do programa Bolsa Família. Os mais caros são para assistir à final nas cadeiras do estádio com melhor visão e/ou maior proximidade do campo.
Estádios
Doze estádios foram construídos ou reformados para a Copa do Mundo no Brasil, sendo nove públicos e três particulares. O Maracanã, no Rio de Janeiro, é o estádio com a maior capacidade de espectadores: 73.531, segundo dados da FIFA. A Arena da Baixada, em Curitiba, tem a menor capacidade entre os doze estádios: 41.456 pessoas.
Gastos
A Copa de 2014 é a mais cara da história. De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), quase R$ 26 bilhões foram gastos em obras para o evento, cerca de R$ 8,3 bilhões de financiamentos federais, R$ 6,3 bil em recursos diretos federais, R$ 4 bi estaduais, R$ 1 bi municipais e R$ 4 bi de outras fontes. As obras dos estádios custaram R$ 8 bilhões, mais que o valor dos mundiais de 2006 e 2010 juntos.
Protestos
O Governo Federal e a FIFA temem que protestos sejam realizados durante o período de jogos. Em 2013, a população brasileira foi às ruas protestar contra vários temas, sendo a Copa do Mundo um deles. Durante a Copa das Confederações, em junho de 2013, houve protestos na porta de alguns estádios, causando tensão antes dos jogos. A FIFA quer que o Governo tome medidas para que o público não seja impedido de comparecer aos estádios.
População
A maioria da população brasileira é contra a realização da Copa do Mundo de 2014, segundo pesquisa encomendada pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) ao instituto MDA. Entre os entrevistados, 50,7% não apoiariam a candidatura do Brasil, 26,1% são totalmente a favor e 19,7% defendem parcialmente a realização do evento. A pesquisa também apontou que 85,4% dos entrevistados acreditam que haverá protestos durante a Copa.
Por Adriano Lesme - Graduado em Jornalismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário