QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

A Definição das Responsabilidades dos Funcionários

Estudiosos em Administração vêm afirmando que o Gerente moderno deveria ser capaz de expor claramente às pessoas o que se espera delas, imediatamente após serem contratadas.

Por outro lado, os defensores do estilo liberal de administrar questionam a forma de expor as responsabilidades aos funcionários, pois esses estudiosos afirmam que isso inibiria a criatividade e iniciativa dos colaboradores.

No entanto, quantas vezes eu me vi em sérios apuros porque – às vezes – a minha compreensão era diferente da do meu chefe?

Perdi as contas das ocasiões em que o meu desempenho nada significou para o meu chefe, uma vez que esse não era o esperado por ele.

Você – caro leitor – talvez até já tenha sido repreendido pelo seu chefe por ter deixado de fazer algo no seu trabalho, simplesmente porque não sabia ser você o responsável.

Não importa se o seu estilo de gerenciar pessoas é liberal ou ortodoxo, pois quando as pessoas não têm uma compreensão bem clara das suas responsabilidades, quase sempre existirá grande ruído na comunicação entre os funcionários.

Em muitas empresas o ambiente acaba se tornando confuso, a equipe não cumpre as metas e a energia do grupo é dissolvida pela ansiedade e pela dúvida.

A maioria das pessoas precisa de limites e de uma descrição bem clara das suas atribuições, pois do contrário elas preencherão a lacuna existente pela falta de informações, inventando por sua própria conta uma atribuição que possa enquadrar às suas finalidades. 

Sendo assim, caberá aos gestores definirem e comunicarem claramente as responsabilidades aos seus funcionários, para que eles tenham condições de concentrar toda sua energia no cumprimento da sua função – em vez de se dedicarem às atividades improdutivas e desgovernadas.

Porém, não é suficiente as pessoas apenas saberem o que fazer, pois elas também precisarão conhecer a razão de o estarem fazendo. Os funcionários precisam ser capazes de enxergar a relação entre suas responsabilidades e os objetivos do seu departamento e da sua empresa.

Do contrário, as responsabilidades que lhes serão exigidas pelos seus Gerentes nada mais serão do que uma lista de atividades sem nenhum sentido e significado.

Fonte: Julio Cesar S. Santos  - http://www.qualidadebrasil.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário