QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Vendedores e Prostitutas

Ainda que este termo possa ofender ouvidos, sentimentos e olhos mais intelectuais ou pudicos, você certamente já ouviu estas frases:

- Este mercado é muito prostituído!


- Vendedor é igual garota de programa!


Por mais que as vendedoras de produtos e serviços convencionais respeitem as profissionais da noite, pergunte para elas se consideram justa esta comparação. E após perguntar, prepare-se para correr.


Também conheço outras centenas de homens, vendedores sérios e comprometidos com seus clientes, frequentemente comparados com quem vende o corpo sem nenhuma cerimônia.


Não tenho absolutamente nada contra garotas de programa. Quero apenas contribuir para a justiça ou injustiça desta analogia e não sou eu quem vai decidir, mas sim você: 



Nós costumamos comparar profissionais da noite com a profissão dos engenheiros, economistas, médicos, jornalistas ou qualquer outra? 


Certamente, a sua resposta é não!


Se ainda assim, com esta base de argumentação, você observa que algumas pessoas continuam com reservas sobre vendedores, aí vai um recado e peço, POR FAVOR, que você encaminhe para estas pessoas que saem pregando rótulos sociais:

Nós vendedores não somos em NADA melhores que as prostitutas, tampouco piores, apenas escolhemos funções e vidas diferentes. 

As garotas de programa deixam uma lição, não apenas para vendedores, mas para a toda sociedade e se quiserem nos comparar, que no mínimo saibam fazer:

Nós não vendemos para qualquer um sob quaisquer circunstâncias, mas sim para quem reconhece que o nosso produto ou serviço vale mais por meritocracia;

Assim como a maioria das garotas de programa, não somos inflexivelmente seletivos, entendemos que muitos podem comprar os nossos produtos e não apenas os mais belos, desejados e estereotipados clientes;

Os vendedores éticos têm salários muito superiores, se comparados com as profissões exemplificadas.

As semelhanças terminam por aqui.
Quando as primeiras horas do alvorecer se fazem surgir, as garotas de programa em geral vão dormir. Os vendedores também?
Não!

Eles ficam bem acordados e com os olhos fixos em você, que ainda discrimina esta profissão.

O ser humano é vendedor nato de imagem, ideias e convicções. Assim, TODOS NÓS, você goste de admitir ou não, somos vendedores. 

Portanto, pense bem antes de fazer comparações preconceituosas ou pague o preço, pois a REVOLUÇÃO EM VENDAS não é mais uma questão de possibilidade, e sim de prazo. Esta revolução exigirá o respeito de todas as profissões, afinal não vai haver espaço no mercado para quem não sabe vender o melhor de si.

Um pensamento final: Médicos que não sabem vender a sua imagem provavelmente terão a carreira mal sucedida, por mais competentes que sejam. Se contratarem um consultor de imagem (necessariamente vendedor) poderão ter sucesso!

Ou seja, estes mesmos vendedores que algumas pessoas tentam ofender, podem lhes salvar a carreira. Pense nisso...

A escolha, como sempre, é apenas sua!

Nenhum comentário:

Postar um comentário