QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 2 de julho de 2013

Colmeia Profissional

Nas empresas, as pessoas deveriam ser como numa colmeia, com uma única diferença: na colmeia, as abelhas operárias defendem até a morte a abelha rainha. Nas empresas, todos devem defender uns aos outros, irrelevante ao cargo que ocupam.

Não existe nada mais triste, vergonhoso, e fonte de destruição empresarial, do que ver as pessoas do próprio grupo falando mal umas das outras, muitas, com o argumento de que só querem ajudar. 
Esse é o primeiro sinal de que uma equipe, e seus membros, não terão sucesso na vida.

Me entristeço muito quando acompanho profissionais e vejo o quanto estão partindo para um caminho destrutivo, fazendo fofoca, espalhando boatos dos próprios colegas, que, muitas vezes, estão ali do seu lado, acreditando estarem ao lado de pessoas boas.

Algumas se fingem de amigas, amigos, mas, na verdade, é só para conseguir se achegar, e, no final, em vez de agirem como as abelhas que protegem, se tornam cobras para dar o bote final.

Por isso, a você, que tem o hábito de valorizar o que os outros dizem, pense o seguinte:

1.A próxima vítima pode ser você: sim, quando alguém vem falar mal de outra pessoa para você, provavelmente, em pouco tempo, é de você que ela estará falando;

2.Procure exemplos: veja se quem está falando tem exemplos para dar, ou é, naturalmente, uma pessoa fofoqueira, um lobo em pele de cordeiro. É como nas religiões: tem gente que entra só para disfarçar uma conduta desregrada; 

Veja, quem quer nosso bem não vem fazer fofoca, dizendo que estão falando de nós, que é para tomarmos cuidado. Pessoas boas, de coração sincero, com boa espiritualidade, não se preocupam em nos alertar que há pessoas ruins à nossa volta, mas sim, em trazer boas energias, boas notícias. Principalmente pessoas de fé não fazem isso, afinal, elas sabem que não devem julgar aos outros. 

Espalhar boatos, fofocas, já é um sinal de que não devemos dar ouvido a quem fala. O ato de agir dessa maneira já mostra o quanto ela não tem credibilidade, afinal, se fosse grande a preocupação, ela traria a pessoa que está falando mal da gente e a apresentaria, dizendo: “bem, agora você pode repetir o que disse, para que encontrem uma solução e esclareçam suas pendências”.

Numa empresa, a gente não fala mal dos colegas de trabalho. Se eles estiverem agindo incorretamente, deixando de cumprir suas tarefas, devemos aconselhá-los, mesmo que não sejamos líderes, gerentes. Caso não mudem o comportamento, uma coisa é fazer fofoca, outra é informar à gerência que você está com problemas com as pessoas e precisa de ajuda para ficarem bem. 

Gente de coração ruim já chega dizendo que o outro está errado. Gente de coração bom se coloca a disposição para esclarecer os fatos e ver onde está errando.

Precisamos criar, urgentemente, colmeias profissionais nas empresas, onde cada um defenda todo mundo. Agindo assim, rapidamente detectamos se há abelhas más, colocando-as para fora se não tiverem uma mudança de comportamento.

Quando alguém vir lhe informar que estão falando mal de você, que há pessoas querendo seu mal na empresa, se preocupe mais com quem está lhe informando do que com quem não está presente. Pessoas que espalham boatos devem ser extintas dos grupos, das equipes. Elas semeiam mal estar, discórdia, e são como ervas daninhas misturadas à boa semente. Como dizia Cristo, em outras palavras: são joios em meio ao trigo.

Adoro o ser humano, as pessoas. Mas, tenho visto muitas empresas irem à ruína por não terem uma colmeia profissional forte, onde todos se defendam. Se você já falou mal de alguém do seu grupo, seja humilde e tenha a coragem de ir até a pessoa e esclarecer os fatos. Em vez de ficar espalhando boatos, às vezes, pequenos comentários ditos às pessoas erradas, levam o que você disse de uma forma totalmente distorcida, pois a fofoca, via de regra, vira maldade pelo transmissor, e não por quem falou. 

Prefira se reunir com quem tem alguma desavença, com quem tem algum problema. Não teça comentários sobre ela se não for diretamente à pessoa, pois, tem muita gente do nosso lado só esperando para nos derrubar exatamente pelo que falamos.  

Você, que é uma pessoa boa, de coração íntegro, que só deseja o bem dos outros, sabe que não deve dar atenção aos faladores de plantão. Se há gente falando mal de você na empresa, é um bom sinal, afinal, elas, normalmente, têm inveja da gente, e isso só nos faz crescer, ao contrário do que muitas pessoas pensam. 

As pessoas só têm inveja de quem se dá bem na vida, de quem é diferente, faz melhor. Ninguém tem inveja de pessoas malsucedidas, aliás, normalmente ser invejoso já é um sinal de fracasso.
Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidade sempre.

Fonte: 
Paulo Sérgio Buhrer   http://www.qualidadebrasil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário