QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 28 de março de 2013

História da Páscoa


Historia de Páscoa

A páscoa, ou Pessach (passagem em hebraico), possui três significados. 

Para os cristãos é um acontecimento religioso considerado pelas igrejas ligadas a essa corrente religiosa como a maior e mais importante festa da cristandade, onde é celebrada a ressurreição de Cristo, ocorrida três dias após sua crucificação, de acordo com o Novo Testamento. 

Para os judeus, o Pessach determina o fim da escravidão de quatro séculos no Egito. 

O terceiro significado da Páscoa é pouco conhecido. Relata-se sobre uma festa de grupos pastoris que viviam na terra de Canaã no segundo milênio antes de Cristo. 
No final das chuvas, entre março e abril, eles abandonavam suas terras e viajavam para a região das planícies, mais férteis.
  • A festa da Páscoa pedia proteção durante a travessia. 
A palavra páscoa não está relacionada unicamente com o significado simbólico de “passagem”, mas também pela posição da páscoa no calendário, segundo os cálculos se referem à última ceia. 
  • Na tradição moderna a páscoa é marcada pela troca de ovos de chocolate. 

Alguns historiadores sugerem que muitos dos atuais símbolos ligados à Páscoa, como os ovos de chocolate, ovos coloridos e o coelhinho da páscoa são vestígios culturais da festividade de primavera em honra de Eostre que, posteriormente foram aprendidas pelas celebrações cristãs, depois da cristianização dos pagãos germânicos. 

Um ritual adaptado pela Igreja Católica no começo do 1o milênio depois de Cristo que fundiu com a festa da Páscoa, ocorreu no equinócio da primavera, quando os participantes pintavam e decoravam ovos e os escondiam, enterrando-os em tocas nos campos. 

Por Patrícia Lopes Dantas 

A Data Da Páscoa 
A páscoa é um evento religioso celebrado pelo cristianismo e judaísmo, no os "cristãos" festejam a ressurreição de Jesus Cristo. Essa festividade é comemorada uma vez por ano numa data calculada a partir de uma fórmula estabelecida pela Igreja Católica. 

Ao contrário do que se pensa a data da páscoa não é determinada pelo movimento do satélite da Terra. 
No Concílio Geral de Nicéia, em 325 d.C., foi determinado que tal festividade seria realizada no primeiro domingo depois da primeira lua cheia, apresentada após o equinócio da primavera do Hemisfério Norte, que ocorre no dia 21 de março ou depois dessa data.

A data da páscoa pode ser diferente em determinadas regiões, pois alguns locais utilizam o calendário Juliano, instituído em 46 a.C. por Júlio César, e em outros locais utilizam o calendário gregoriano, estabelecido em 1582, reconhecido na maior parte do mundo em substituição ao calendário Juliano. Tais calendários se diferem pelo fato do gregoriano omitir dez dias e corrigir a medição do ano solar. 

Por Gabriela Cabral

Coelho da Páscoa
O coelho da Páscoa é um personagem mítico infantil associado à Páscoa. Segundo a lenda infantil, é o coelho que coloca os ovos de chocolate para as crianças. 
  • Qual a origem do personagem? 
Sabe-se que a figura do coelho da páscoa é de origem alemã, foi trazida para o Brasil pelos imigrantes no fim do século XVII e início do XVIII. 

A hipótese mais provável que explica o porquê do uso da imagem do coelho é o fato do animal ser bastante fértil. 

Na Antigüidade, a fertilidade era vista como sinônimo de preservação da espécie, uma vez que as condições de vida eram muito ruins, assim, o coelho passou a simbolizar o nascimento de uma nova vida. 

Outra versão da história diz que na Antigüidade, o coelho simbolizava a Lua, e por esse motivo, passou a ser associado à Páscoa, visto que a data comemorativa é determinada pelo satélite natural da Terra. 

Por Tiago Dantas

Ovo de Páscoa
Um dos maiores símbolos da Páscoa atualmente são os populares ovos de páscoa. 
Nessa data, as pessoas possuem a tradição de presentear os amigos, familiares, e principalmente as crianças, com ovos de chocolate. No entanto, embora a Páscoa simbolize a ressurreição de Jesus, o ovo de Páscoa não tem nada a ver com isso, uma vez que surgiu na Antiguidade, bem antes de Cristo. 
Os egípcios e os persas já davam ovos coloridos com as cores da primavera para seus amigos. 

prática de associar o ovo com a Páscoa se iniciou através dos cristãos primitivos da Mesopotâmia. 
  • Na Grã-Bretanha, as pessoas escreviam mensagens destinadas aos seus amigos nos ovos. 
  • Na Alemanha, além dos ovos, eram dados outros presentes. 
  • Na Armênia, eram desenhados retratos de Cristo e outras imagens religiosas nos ovos. 

A adoção dos ovos como símbolo da Páscoa está ligada ao fato de que o ovo simboliza o nascimento, a vida que retorna.

Contudo, os ovos não eram comestíveis, muito menos de chocolate, como conhecemos hoje em dia. 
O chocolate surgiu entre os Maias e os Astecas, onde era usado como moeda. Chegando à Europa no século XVI, ganhou grande aceitação e tornou-se rapidamente popular. 
Foram os franceses que decidiram substituir os ovos naturais e pintados por ovos feitos de chocolate. 

No século XVIII, confeiteiros tiveram a idéia de fazer os ovos com a iguaria, descobrindo um modo atraente de apresentar o chocolate.

De fato, os ovos de páscoa fazem parte da Páscoa de pessoas de diversos países. 
  • No Brasil, as crianças fazem seus próprios cestos, esperando receber os ovos. 
  • Nos Estados Unidos, os adultos geralmente escondem vários ovos de páscoa pela casa e chamam as crianças da vizinhança para procurarem, celebrando uma festa comunitária.

Por Tiago Dantas

By - Http://Www.Mundoeducacao.Com.Br 



Nenhum comentário:

Postar um comentário