QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Memória

A MEMÓRIA
 
É o suporte de todos os processos de aprendizagem. A memória é o fundamento dos comportamentos, conhecimentos e das emoções humanas. 

A memória é conjunto dos processos e estruturas que codificam, armazenam e recuperam informações sensoriais/experiências. 
A memória é a capacidade do cérebro reter e recordar a informação.
A MEMÓRIA: 
*codifica a informação sensorial;
*armazena a informação;
*recupera e utiliza a informação no processo de interpretação e ação sobre o meio.
1. Codificação: É a primeira operação da memória que prepara as informações sensoriais para serem armazenadas no cérebro.
2. Armazenamento: Cada um dos elementos que constituem a memória de um acontecimento está registado em várias áreas cerebrais, registando diferentes códigos, contribuindo cada um deles para formar a recordação que evocas.
3.Recuperação: Nesta etapa, recupera-se a informação: lembramo-nos, recordamos, evocamos uma informação.
Tipos de Memória 
* Memória a curto prazo
A memória a curto prazo é uma memória que retém a informação durante um período limitado de tempo, podendo ser esquecida ou passada para a memória a longo prazo. Nela distinguem-se duas componentes: a memória imediata e a memória de trabalho. A memória imediata (momentânea) analisa a informação e decide se devemos guardar ou não, o material recebido ficará retido durante uma fração de tempo. A memória de trabalho mantem a informação enquanto ela nos é útil.
* Memória a longo prazo
A memória a longo prazo é um tipo de memória que é alimentada pelos materiais da memória a curto prazo que são codificados em símbolos. A memória a longo prazo retém os materiais durante horas, meses ou toda a vida. Distinguem-se dois tipos de memória a longo prazo que dependem de estruturas cerebrais: a memória não declarativa e a memória declarativa.
# A memória não declarativa é uma memória automática. Há comportamentos que dependem desta memória: andar de bicicleta, como apertar as sapatilhas, lavar os dentes, pentear o cabelo. São comportamentos do dia-a-dia que com o exercício, o hábito, a repetição tornam esta atividade automática e reflexa.
# A memória declarativa implica a consciência do passado, do tempo, reportando-se a acontecimentos, fatos, pessoas. Dentro dela distinguem-se dois subsistemas:
A memória episódica envolve recordações, como os rostos dos teus familiares, amigos e ídolos, as tuas músicas preferidas, fatos e experiências pessoais. Reporta-se a lembranças da tua vida pessoal, é portanto uma memória pessoal que manifesta uma relação íntima entre quem recorda e o que se recorda.    
A memória semântica refere-se ao conhecimento geral sobre o mundo, por exemple as leis da química, os fatos históricos, as fórmulas da matemática, a gramática. Não há localização de tempo.

A memória é basicamente a capacidade humana de inscrever, conservar, e relembrarmentalmente vivências, conhecimentos, conceitos, sensações e pensamentos experimentados em um tempo passado. Especialistas da Neurobiologia e da Psicologia Cognitiva ratificam esta definição, afirmando que na verdade existem várias memórias, pois há diversas fontes de armazenamento de dados em nossa mente, não limitadas em uma área determinada de nosso cérebro, mas inerentes a distintas atividades mentais. 

Seja como for, porém, que a memória se expresse, os especialistas são unânimes em afirmar que ela é o fundamento do desempenho cognitivo do homem. Ela exige, para sua melhor performance, um alto dispêndio de energia mental, e se adultera com a passagem do tempo. Seu mecanismo age como uma espécie de colagem de fragmentos mnemônicos e de conhecimentos, que dá vida a idéias originais.
Por: http://pousadamente.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário