QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Marketing Sensorial


O marketing sensorial é uma aplicação dos estudos do marketing, que vem sendo cada vez mais utilizada nos mercados, comercial e publicitário.
O marketing sensorial é praticado mediante elementos e ações que despertem efeitos nos sensores/sentidos humanos.
Através do conhecimento aprimorado dos nossos sentidos é possível planejar-se de acordo, para seduzir e impactar o consumidor.
Neste contexto, seguem abaixo algumas aplicações relativas a estes aspectos:
  • Visão

Para impactar a visão utiliza-se cores, tons, efeitos visuais, dentre outras técnicas e estudos consagrados, como, por exemplo,  o da semiótica. 
  • Olfato

Trabalha-se com aromas e flagrâncias ambientais, como, por exemplo, aromas padrões selecionados por comerciantes lojistas no mercado varejo, para dar identidade ao ambiente da loja, e, desta forma, seduzir o cliente. 
  • Paladar

O paladar é um sensor humano, onde o marketing, trabalha, sempre que possível, com a prática do experimento, geralmente, para lançar e promover produtos de consumo, sempre de acordo com a legislação de cada cultura. Degustações, amostras grátis... 
  • Audição

Trabalha-se com os sons de uma forma geral: trilhas sonoras, efeitos sonoros, estudos da acústica. Sobretudo o melhor tom, volume e vlocidade de som mais adequado para cada ambiência.
  • Tato

O tato trabalha com outro gênero de experimento e amostras grátis, que estão relacionadas diretamente com o uso literal de um produto, através da experimentação vivencial, tais como, concessionárias automotivas que promovem test-drive para seus clientes. 
Já no campo do marketing pessoal, não há nada como um cliente que perceba em um bom e leve aroma de perfume, ou em um bom hálito, quando diante de um profissional de vendas.
De um modo geral, o marketing sensorial se consagrou como uma forte técnica de venda para envolver e fidelizar clientes, seja em lojas do varejo, seja na apresentação estética de um profissional. 
Praticar, portanto, atividades sociais, publicitárias ou comerciais, sempre buscando uma forma saudável de impactar pessoas e clientes, com pertinência, ética e criatividade é tarefa de quem se utiliza do marketing sensorial. 
Boa sorte e boas ações!

Nenhum comentário:

Postar um comentário