QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Já Pediu Seu Aumento?

 De acordo com pesquisa de uma empresa de recrutamento, 45,6% dos entrevistados nunca pediram aumento de salário. No entanto, segundo o estudo, 38,6% dos profissionais pretendem pedir aumento ainda este ano.

No ambiente corporativo, pedir aumento de salário é uma tarefa delicada e muito difícil, pois se a insatisfação salarial do funcionário for mal interpretada ou mal expressada, pode prejudicar a carreira do profissional. 

Em alguns casos, os funcionários esperam que a empresa reconheça os méritos do colaborador e conceda um aumento a ele.

No entanto, nem sempre funciona assim. Muitas vezes, por causa da correria, o chefe acha que está tudo bem. Por isso, há a necessidade de o funcionário falar com o supervisor sobre sua insatisfação salarial.

Muitas empresas concedem aumento para o funcionário apenas quando ele recebe uma proposta de emprego melhor. 

Entretanto, utilizar a desculpa do recebimento de uma nova proposta de emprego apenas para conseguir o reajuste não é aconselhado, pois a negociação pode dar errado, e o funcionário perderia a credibilidade com o supervisor.

Antes de pedir um aumento, é necessário fazer uma análise sobre o trabalho desenvolvido e as reais condições da empresa. 
Essa análise é muito importante, pois é por meio dela que verificamos se o trabalho que o funcionário desempenha vale o reajuste, e se a atual situação financeira da organização permite isso.

Após fazer todas as análises sobre o desempenho pessoal e situação financeira da empresa, o funcionário nunca deve usar como justificativa para o reajuste as questões financeiras pessoais. 

Usar a desculpa do aumento das despesas pessoais para obter o aumento é uma péssima estratégia, já que a empresa não tem nada a ver com os problemas pessoais dos funcionários.

Como lidar com resposta negativa

Caso o pedido de reajuste salarial seja negado, o profissional deve avaliar as justificativas apresentadas e questionar o superior sobre os pontos a serem melhorados para justificar o aumento futuro. 

Do contrário, é necessário utilizar argumentos consistentes para rebater as justificativas do chefe.

Por Sebastião Luiz de Mello - Pres. CFA - http://www.administradores.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário