QUEM SOU EU

Minha foto

Administrador de Empresas(UEMA), Mestrado em Administração(FGV-RIO), Professor Universitário (FAMA/UFMA), Ex-Presidente do CRA-MA, Ex-Conselheiro Federal de Administração - CFA, Empresário (DEPYLMAR, ), Ex-Conselheiro Fiscal da ANGRAD, Vogal da Junta Comercial do Maranhão (JUCEMA)Consultor de Empresas, Avaliador do INEP/MEC, Maranhense de Pedreiras, filho de Valdinar e Cavalcante Filho, Casado (Graça Cavalcante), 02 Filhos (Nathália Johanna e Diego Henrique), apaixonado pelo Moto Club de São Luís, Botafoguense de Coração e Feliz da Vida...

terça-feira, 23 de outubro de 2012

As 10 Novas Profissões do Futuro. Prepare-se!


O que você vai ser quando crescer? 
Não se espante se fizer essa pergunta para seu filho e ouvir que ele quer ser Chief Innovation Officer ou gerente de Eco Relações. 
Essas são apenas duas das profissões apontadas como as de maior sucesso em 2020. Quando o resultado da pesquisa Delphi “Carreiras do Futuro” feito pela consultoria Programa de Estudos do Futuro (Profuturo), da Fundação de Instituto de Administração (FIA), foi divulgado, as profissões ainda eram uma realidade distante, mas hoje os jovens já começam a ingressar nos cursos que vão transformá-los nesses profissionais.
De acordo com Daniel Estima de Carvalho, professor do Profuturo, as profissões que mais vão se destacar na próxima década são aquelas ligadas ao setor de serviços; saúde e qualidade de vida; ao turismo e lazer; alimentação; aquelas ligadas a tecnologia da informação; e também as profissões ligadas aos serviços para terceira idade. Aliás, a terceira idade está bem contemplada. Não apenas no que diz respeito à saúde e qualidade de vida, mas também profissionalmente, já que muitas oportunidades devem surgir para abranger no mercado de trabalho a força dos aposentados, que atualmente, esbanjam capacidade na época em que se aposentam.
Esse momento, em especial, é o responsável pela criação de uma das novas profissões. O conselheiro de aposentadoria será o profissional que vai preparar os novos aposentados para um momento diferente de suas carreira, que pode enveredar pela área acadêmica, de consultoria ou mesmo para o desempenho de novas funções. 
Ele também vai orientar os investimentos financeiros, previdência privada, e outras aplicações. E clientes não devem faltar. Desde 2003, o número de pessoas ocupadas com mais de 50 anos aumentou 56,1% no Brasil de acordo com estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
E é essa tendência de comportamento que vai modificando a realidade do mercado profissional. As novas carreiras não significam que os médicos, engenheiros e advogados serão desvalorizados, mas jovens (e por que não adultos e até aposentados) tem mais opções na hora de escolher que tipo de atividade profissional devem exercer em suas vidas e até qual o leque de especificidades daquelas que já escolheram.
1 – GERENTE DE ECO RELAÇÕES
A profissão está dentro de um setor que é tendência absoluta. O meio ambiente, a ecologia, a sustentabilidade são áreas que estão em alta e devem permanecer para sempre! Todas as empresas, sejam elas pequenas ou grandes, devem se preocupar com a imagem que passam para seus consumidores, além das relações que tem com os governos que devem sinalizar cada vez mais regras rígidas para evitar desgastes ambientais.
Mas esse profissional não será um ambientalista instalado dentro de uma grande corporação. O objetivo é exatamente enxergar as questões sustentáveis como parte do negócio, desenvolvendo da melhor forma a integração de políticas de sustentabilidade ao dia a dia da empresa e ao seu retorno financeiro. O profissional que decidir pela área deve acumular conhecimentos de direito, marketing, políticas governamentais e diplomacia basicamente.
2 – CHIEF INNOVATION OFFICER
A profissão é uma das mais relevantes nos próximos anos. Quem optar por seguir nessa área vai circular por toda a empresa ou instituição e procurar formas de inovar para melhorar a produtividade. Os processos podem ser inovados de diversas maneiras e não são apenas em forma de produtos, mas em processos que facilitem a operacionalização.
Esse profissional tem status de diretor ou até de vice-presidente e a função de descobrir entre funcionários ideias que possam ser relevantes para o desenvolvimento da empresa. Ele também vai acompanhar a execução da proposta desde a sua concepção até que ela se torne realidade.
3 – GERENTE DE MARKETING  -   E-COMMERCE
O gerente de marketing tradicional encontra nessa profissão uma carreira totalmente voltada para plataformas digitais. A formação abrange o que hoje funciona como adaptação do marketing já aplicado dentro de grandes ou pequenas corporações. O relacionamento com os clientes deve ser visto neste novo modelo de forma mais abrangente, obedecendo o alcance que as vendas virtuais podem gerar.
O novo profissional também deve seguir a linha de “entender o cliente”, tornando as relações comerciais mais próximas e humanizadas. Ele deve saber o que fazer tecnicamente, mas também o que os clientes esperam das empresas.
4 – CONSELHEIRO DE APOSENTADORIA
Essa é talvez uma das carreiras com maior mercado eminente. Esse profissional vai preparar outros profissionais, mais especificamente aqueles que aos 50 a 60 anos se aposentariam, mas hoje estão no auge da capacidade profissional e podem exercer novas atividades depois da aposentadoria. Ele pode ajudar na transição de carreiras ou na continuidade do processo profissional como a aplicação dos conhecimentos adquiridos na área acadêmica ou de consultoria.
Esse profissional também deve ser o responsável por orientar os pré-aposentados qual seria a melhor forma de investir os rendimentos como complemento da previdência, poupança ou até com uma reserva financeira destinada a um novo projeto, como a abertura de uma empresa própria. O planejamento financeiro e a adaptação do tempo após a aposentadoria estão entre os principais atributos desse profissional. Quem se interessar pela carreira deve estar preparado para dominar assuntos como finanças, empreendedorismo, gestão de pessoas, planos de saúde, cálculos atuariais, práticas culturais e serviços previdenciários, além de gostar de lidar com pessoas.
5 – MIDIALOGIA
Esse profissional deve reunir muitas habilidades. Ele deve estudar disciplinas relativas à mídia, tanto no que se refere ao conteúdo produzido como sua faceta de veículo de comunicação. Ele usa a linguagem como método de transmissão de informação, levando em consideração as questões semiológicas envolvidas. Seu trabalho consiste em produzir conteúdo para diversas mídias em diferentes suportes como áudio, vídeo, fotografia e websites.


6 – AGROECOLOGIA
Mais um profissional que está diretamente ligado ao meio ambiente. Quem seguir a carreira de agroecologista terá como função orientar as atividades rurais para que estas não prejudiquem o equilíbrio do meio ambiente. É uma profissão em alta, dada a crescente preocupação com os impactos provocados pelo homem no espaço natural. Quem opta por este curso estudará disciplinas que discorram sobre desenvolvimento sustentável, não só no nível do agricultor como no das empresas e entidades ligadas ao planejamento de atividades ligadas à produção agrícola. Uma curiosidade é que cada instituição deve moldar o curso de acordo com sua região.
7 – ENGENHARIA DE ENERGIA
Energia é uma das palavras chave da década ou até do século. Esse profissional deve estar preparado para lidar com todas as formas de energia, sejam elas renováveis, como a hídrica, eólica e a solar, ou não renováveis, no caso do petróleo, carvão e material radiativo. O engenheiro de energia planeja todas as etapas de utilização da energia, desde o desenvolvimento do melhor sistema até a distribuição. O mercado de trabalho está na administração pública, onde o profissional tem a oportunidade de avaliar as necessidades da região com o intuito de encontrar soluções econômicas e socialmente viáveis, além de coordenar programas de contenção e uso racional das fontes energéticas. Na indústria, as vagas estão naquelas regiões onde o segundo setor é forte, como na Região Sudeste.
8 – CAPACITAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DE ATIVIDADES INERENTES A COMPETIÇÕES ESPORTIVAS
Com a aproximação das Olimpíadas e da Copa do Mundo no Brasil, os profissionais ligados às áreas do esporte estão cada vez mais em alta. A profissionalização dos atletas também é parte de uma demanda crescente por gestores de suas carreiras. Quem decidir por essa carreira não deve confundi-la com a graduação em Educação Física, embora ele também deva entender de regras esportivas e técnicas esportivas.
Para essa carreira também já existem cursos de pós-graduação disponíveis. Fortaleza, assim como as outras cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, vai receber o curso de Gestão Aplicada ao Esporte oferecido pela Trevisan Escola de Negócios. O profissional pode gerenciar times e equipes esportivas,
9 – LIXÓLOGO OU GESTOR DE RESÍDUOS
Não é lá muito bonito chamar “Lixólogo”, mas esse será um dos profissionais mais necessários num futuro próximo e por isso a outra denominação – Gestor de Resíduos (ou Fluxos) – pode soar mais interessante. Mas o fato é que esse profissional deverá encontrar destino para todos os tipos de detritos (sólidos, líquidos ou gasosos), desde aqueles gerados em casa aos produzidos em hospitais, indústrias, instituições ou condomínios. E lixo é o que não deve faltar no mundo moderno. O profissional deverá encontrar formas de dar um destino sustentável a esses resíduos. Em algumas instituições já existem cursos de tratamento de resíduos, mas outros tipos de treinamento devem surgir em breve.
10 – CIÊNCIAS ATUARIAIS
O profissional não faz nenhuma atividade propriamente nova, mas vai estar em alta nos próximos anos. É ele quem vai atuar no mercado econômico-financeiro, promovendo pesquisas e estabelecendo planos e políticas de investimentos e amortizações e, em seguro privado e social, calculando probabilidades de eventos, avaliando riscos e fixando prêmios, indenizações, benefícios e reservas matemáticas. Ou seja, esse profissional também vai ser beneficiado pelo aumento da demanda da população mais velha que o Brasil vem registrando.
Para atender a essa demanda serão necessários muitos profissionais da área, por isso os cursos no Brasil que formam nesse setor aumentaram em mais de 100% desde 2005. O profissional pode atuar em empresas especializadas ou ser contratado de uma empresa para atender aos funcionários. Ele pode ainda atuar de forma autônoma.
Por: Henriette de Salvi – O Povo Online - http://dialogospoliticos.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário